04/11/2019 03:13
Vitamina C para o rosto
Incluindo esse antioxidante na rotina de cuidados com a pele


Foto: Divulgação

Acredito que muitos pacientes devem estar cansados de ouvir falar em vitamina C para pele ou, até mesmo, devem pensar: “essa doutora sempre passa vitamina C”? Pois bem, o uso da vitamina C na pele é amplamente estudado e vem sendo pesquisado desde a década de 1960. E quanto mais se pesquisa sobre vitamina C, mais produtos vão surgindo com esse ativo. Para se ter ideia, mais de 100 trabalhos científicos surgiram sobre a vitamina C entre 2018 e 2019 e 20 novos dermocosméticos com a substância foram lançados nesse período.

Mas, antes de tudo, é necessário explicar: o que é vitamina C? A vitamina C, também chamada de ácido L-ascórbico, é uma vitamina hidrossolúvel não produzida pelo nosso organismo, ou seja, precisamos ingeri-la ou aplicá-la topicamente, para que o nosso organismo e pele consigam aproveitar seus benefícios, que são diversos. Olha só:

A vitamina C previne a pele de agressões externas (exposição ao sol em excesso, poluição ambiental, consumo de álcool, cigarro, estresse, má alimentação e sedentarismo) por ser um poderoso antioxidante, que hoje é considerado indispensável no tratamento do envelhecimento da pele. O ativo também estimula a produção de colágeno, que é o responsável por dar estrutura, firmeza e elasticidade à pele, consequentemente, há a redução de rugas e linhas de expressão.

A Vitamina C também ajuda a uniformizar o tom da pele, que é modificada com o tempo. Está comprovado que a substância auxilia a clarear manchas de pele, como o melasma e marcas de acne.

Após citar tantos benefícios, agora você me pergunta: “Dra. Viviane, como incluir a vitamina C na rotina de cuidados com a pele”? O tratamento com a vitamina C deve ser iniciado desde cedo, sendo uma excelente opção para os primeiros cuidados da pele, a partir das 20 anos, por exemplo, idade que costuma surgir os primeiros sinais do envelhecimento. Além da aplicação tópica por meio de séruns, cremes, água termal..., a substância também pode ser ingerida através das cápsulas. Vale ressaltar que dentre tantos cosméticos no mercado, é o seu Dermatologista quem vai indicar o melhor produto para sua pele.

Tem mais: a vitamina C pode ser usada em qualquer tipo de pele, até mesmo as oleosas. O que deve diferir é o tipo de produto que contém a substância, para não aumentar a carga oleosa da pele. Séruns ou géis são as opções mais adequadas para esse tipo de pele.

Outra coisa: em um Post recente sobre vitamina C no meu Instagram, uma seguidora me questionou se o uso deve ser à noite ou pela manhã. A vitamina C pode ser usada de manhã sim, contanto que o produto com o ativo seja utilizado antes do filtro solar. Assim, além de ajudar a potencializar a proteção dos raios solares e da poluição, o ativo vai tratar as manchas de pele, rugas, linhas de expressão e outros sinais do envelhecimento.

Por fim, vale destacar que a vitamina C também pode e deve ser ingerida por meio de alimentos, como laranja, limão, morango, kiwi, pimentão, brócolis, couve e espinafre.

Obrigada pela leitura, comentários e repercussão da minha coluna. Estou aqui no aguardado de temas e dúvidas! E quer saber mais sobre o mundo da beleza e estética? Então basta me seguir no Instagram! Até semana que vem!

SERVIÇO

Viviane Martins (Dermatologista - CRM-CE: 10375 | RQE: 5374)

Clínica Haim Erel

Rua Vicente Leite, 2349, Aldeota

(85) 4008.0555 / (85) 9.9795.5848

Instagram @dravivianemartins

Comentários


AV. DESEMBARGADOR MOREIRA 2565
DIONÍSIO TORRES CEP: 60.170-002
FORTALEZA-CEARÁ | FONE: (85) 3198.8888
CNEWS@TVCIDADEFORTALEZA.COM.BR
SIGA O CNEWS
COMO ANUNCIAR
DESENVOLVIMENTO