24/07/2019 05:48
O que você precisa saber sobre melasma
Das causas aos melhores tratamentos

Problemas de pele, em geral, afetam a qualidade de vida das pessoas. E o melasma não foge à regra. Imagine homens e mulheres conviverem com manchas escuras (mais especificamente amarronzadas) no rosto, em regiões como testa, bochecha, queixo e nariz! Essa afecção – que pode ser ligada a alterações hormonais (anticoncepcionais, gestação e reposição hormonal) e exposição a radiação UVA/UVB – também pode aparecer em outras áreas expostas ao sol, como colo e braços.

Infelizmente, não dá para falar em resolução definitiva do quadro, embora os tratamentos existentes no manejo das manchas sejam eficazes. Mas saber que é possível controlar o melasma já é um grande alento!

Um dos tratamentos mais avançados contra o melasma são os laseres de picosegundos. Com pulsos em picosegundos, o laser provoca uma microfragmentação da melanina, ou seja, o pigmento é quebrado em pedaços muito menores quando comparado a equipamentos mais antigos. Esse laser também renova a pele melhorando a textura, rugas e cicatrizes da acne por meio da tecnologia holográfica – diferente de todas as tecnologias antigas.

Acredita-se que o melasma tenha um componente vascular e inflamatório, mesmo que não seja visto a olho nu. Por isso destaco também o Laser Vbeam. O uso desse protocolo associado aos laseres de picosegundos ajuda bastante na recidiva e controle da mancha. Além do mais, o VBeam possui a habilidade de atingir especificamente alvos de pigmento vermelho, ou seja, com componentes vasculares. O comprimento de onda é tão curto que o laser entra na pele e rompe os pigmentos coloridos com um mínimo ou nenhuma lesão celular.

O Microagulhamento, além de estimular o colágeno da pele, também combate o melasma. A técnica permite realizar o chamado "Drug Delivery", que é a aplicação, logo após o microagulhamento, de determinadas substâncias na pele do paciente. Com as microfissuras, a absorção dos ativos é ampliada, potencializando os resultados.

Um tratamento adjuvante contra o melasma que merece destaque é a Biorevitalização Filorga. Dentre os 55 nutritivos dessa substância injetável saliento a glutationa, que funciona como um potente clareador.

Não poderia deixar de ressaltar que dois importantes eventos médicos, o IMCAS World Congress (Paris) e o Annual Meeting, da Academia Americana de Dermatologia (Washington), trouxeram novidades em relação ao melasma. Os estudos destacaram dois ativos: a Cisteamina (composto presente no organismo humano que reduz a pigmentação da pele em 77%) e o Glisodin (substância que reduz o melasma causado pelo estresse oxidativo).

Vale frisar que o tratamento a ser usado contra o melasma será definido pelo seu dermatologista de acordo com o estágio da doença. 

Por fim, quero agradecer a todos vocês pela leitura, comentários e repercussão dos meus textos publicados aqui na coluna. Lembrando que dúvidas e sugestões de temas são sempre bem-vindos! E não deixa de me seguir no Instagram para ficar pode dentro de tudo do mundo da beleza e estética! Até semana que vem!

SERVIÇO

Viviane Martins (Dermatologista - CRM-CE: 10375 | RQE: 5374)

Clínica Haim Erel

Rua Vicente Leite, 2349, Aldeota

(85) 4008.0555 / (85) 9.9795.5848

Instagram @dravivianemartins

Comentários

AV. DESEMBARGADOR MOREIRA 2565
DIONÍSIO TORRES CEP: 60.170-002
FORTALEZA-CEARÁ | FONE: (85) 3198.8888
CNEWS@TVCIDADEFORTALEZA.COM.BR
SIGA O CNEWS
Facebook Google Plus Twitter Youtube Instagram
COMO ANUNCIAR
DESENVOLVIMENTO