31/01/2020 05:05
Trânsito seguro é responsabilidade de todos
Foto: Kaio Machado/PMF

Milhares de vidas são impactadas pelos acidentes de trânsito contabilizados anualmente em nosso país. A violência no trânsito é responsável pela terceira maior causa de óbitos no Brasil, ficando atrás apenas das mortes decorrentes de doença do coração e do câncer. São ocorrências  que muitas vezes poderiam ser evitadas caso os condutores fossem mais conscientes do seu papel nas ruas. Entre as principais causas dos acidentes de trânsito está a imprudência, como dirigir em alta velocidade, alcoolizado ou usando o celular.

Em  2018, 216 pessoas morreram em acidentes de trânsito somente na capital cearense, de acordo com o Relatório do Observatório de Segurança Viária de Fortaleza. Isso sem contar as pessoas que ficam com lesões incapacitantes, afastadas de suas atividades laborais e privadas do pleno convívio social.

Há ainda um número grande de pessoas que insiste em dirigir sem habilitação. Esses condutores não passam pelo treinamento oferecido pelas Autoescolas, que promove a conscientização acerca da prevenção, segurança e valorização da vida no trânsito. Durante um curso de primeira habilitação, o aluno tem acesso aos necessários conceitos de cidadania, direção defensiva e legislação, que são fundamentais para uma participação segura no trânsito. Quem passa por um Centro de Formação de Condutores adquire, no mínimo, uma visão crítica desse cenário e tende a participar dele não apenas como condutor, mas como cidadão.

Para muitos, a Autoescola é a única possibilidade de estabelecer contato com a educação no trânsito de forma efetiva. Daí a importância dessa imersão. É no curso de Formação de Condutores que o candidato à primeira habilitação recebe todas as orientações capazes de despertar nele os requisitos necessários para que seja um condutor responsável e atento às leis de trânsito. Tornar o trânsito mais seguro depende de vários fatores, mas o principal é a conscientização de todos. A adoção de comportamentos mais responsáveis deve partir dos condutores de veículos automotores, de ciclistas e de pedestres. Afinal, nós somos o trânsito!

José Eliardo Martins é presidente do Sindicato dos Centros de Formação de Condutores de Veículos do Estado do Ceará (SindCFCs). 

 

 

 

Os textos publicados nesta coluna não refletem o posicionamento do Grupo Cidade de Comunicação.

Comentários


AV. DESEMBARGADOR MOREIRA 2565
DIONÍSIO TORRES CEP: 60.170-002
FORTALEZA-CEARÁ | FONE: (85) 3198.8888
CNEWS@GRUPOCIDADECE.COM.BR
SIGA O CNEWS
COMO ANUNCIAR
DESENVOLVIMENTO