28/04/2020 11:17
Habilidade de adaptação: o diferencial competitivo das pessoas modernas
No meio empresarial e econômico nunca foi tão imprescindível as pessoas e as empresas se adaptarem de forma tão rápida da noite para o dia.

No meio empresarial e econômico nunca foi tão imprescindível as pessoas e as empresas se adaptarem de forma tão rápida da noite para o dia.

Se pararmos para analisar, o virtual hoje está sendo o nosso meio de contato primordial e o que está fazendo com que não paremos de fato. Reuniões com clientes, colaboradores, fornecedores, etc. Tudo por videoconferência.

Apesar de estarmos numa era tecnológica, onde supostamente o virtual deveria estar em primeiro plano, ao pararmos para pensar em tudo o que está acontecendo, percebemos que o mundo como um todo parece estar um tanto estranho, não é verdade?

Ao deixarmos um pouco de lado o mundo real, podemos ver, por exemplo, que aquele senhor da terceira idade, que não imaginávamos que pudesse se adaptar às novas tecnologias e acabou nos surpreendendo quando observamos o quanto de habilidades ele tinha com as mudanças além do seu "tempo". Outro exemplo disso são as redes sociais, que muitas pessoas idosas estão inseridas e acompanhando as novidades e as tendências digitais.

Parece loucura, mas aquele mesmo senhor de idade já nos ensinava muito sobre tudo o que é novo e a como devemos nos adaptar às mudanças repentinas do mundo.

Mundo empresarial

As empresas físicas mais tradicionais que desejem crescer e se especializarem digitalmente, mas que ainda não estão preparadas, vão ter que "descer do muro"  o mais rápido possível, caso contrário a alternativa será sumir para sempre.

Ou vai ou racha

O mercado online deixou de ser o segundo plano das empresas. Essa transformação tem acontecido mais rápido do que imaginamos. Um exemplo bem atual são os bancos digitais, que têm incomodado e muitos os bancos convencionais, pois oferecem diferenciais mais competitivos.                           

Uma coisa é a empresa ter grandes investimentos com estrutura física e custos altíssimos, contra o sistema tecnológico que tem feito mais com menos, gerando o máximo de resultado com o mínimo de recurso possível e realizando uma grande escala de resultados.  

Nesse novo cenário, as lojas físicas serão readaptadas como espaços de experimentação de produtos, mas as vendas ou serviço migrarão mais rápido do que se imaginava antes para o online.

O cliente mudou

As lojas Starbucks, por exemplo, foram reabertas na China, porém o movimento sofreu uma redução de 40%. As pessoas não consomem mais na loja, compram e vão embora (sistema to go). A empresa está tendo que rever o modelo e reduzindo o espaço de convivência.

Os gigangtes também caem

Os grandes varejistas americanos já demitiram mais de 1 milhão de pessoas e devem recontratar somente 85% deles na pós crise. A explicação é que o comércio convencional vai sofrer grandes reduções. E as seguradoras deverão se reinventar completamente.

Conhecimento sem limite

A educação online está cada dia maior no meio da crise. É como se as pessoas já tivessem preferido a partir de agora estudar apenas de forma virtual. As formas de aprendizado serão fortemente impactadas. Cursos de culinária, costura, línguas, dentre outros já são uma febre em meio a pandemia. Uma oportunidade para oferecer serviços nessa "nova" plataforma.

Fazer caixa sem dinheiro

Crescer o fluxo de caixa com estratégia de fazer mais com menos onde se recebe do cliente e só depois paga ao fornecedor. A prática é muito comum no mercado online a exemplo do marketplace, onde você ganha usando o dinheiro do seu fornecedor ou parceiro.

Com dependência não tem liberdade

Os Estados Unidos desenvolveram uma cadeia de supply com a China nas últimas décadas que fez com que os americanos perdessem capacidade tecnológica de fabricar no país. O que por um lado trouxe conforto e comodidade, por outro fez com que perdessem liberdade em criar novas tecnologias próprias. E a partir dessa crise, os EUA precisarão se reinventar para serem mais independentes tecnologicamente.

O mundo já é digital

Não existe empresa ou setor econômico que possa ser tão incrível ou gigante que possa cometer o pecado de acreditar em não ter a necessidade de investir no digital. Quem pensar assim deve estar com os dias contados!

Novo viajante

Hábitos de viagem mudarão radicalmente. As viagens de negócios serão substituídas pelas videocalls. Viagens de lazer serão mais no âmbito nacional, priorizando a natureza em lugares com baixa concentração de pessoas, e, acredito que até mesmo antes dessa nova realidade in loco, as pessoas deverão viver várias experiências virtuais antes de conhecer o destino escolhido para sua viagem de lazer.

Prepara-se!

A partir de então devemos nos preparar para vários outros colapsos como o corona vírus ao ponto que as próximas crises o impacto deverá ser menos impactante por estamos mais adequados ou preparados;

Dividor de águas

O modo de viver, de se relacionar, de trabalhar, vai mudar tanto que nós dividiremos a história em "Antes do Corona" e "Depois do Corona".

A crise que cria                                               

Essa crise veio com grandes aprendizados e oportunidades de crescimento, com grandes revoluções na educação e na saúde de forma online para atender a demanda da população.

Estratégias para controlar as pessoas

Direitos individuais x saúde será um dos grandes debates no mundo à medida em que rastrear individualmente cada pessoa será uma das estratégias mais eficazes de controle de epidemias, mas poderá ser usada pelos Governos para controle das pessoas.

Novo cliente

O consumidor foi "forçado" a se adaptar nesse momento para o comércio online. As empresas que conseguirem proporcionar uma experiência muito boa em todos os aspectos não perderão esse cliente para as lojas físicas após a pandemia. Ao contrário, as empresas que se mostrarem despreparadas perderão espaço absurdo.

O poder da informação

Após várias revoluções já vividas como a revolução industrial e muitas outras, vivenciamos atualmente de forma inesperada e revolução da informação. Quem a tem transforma em dinheiro e poder.

PPS (Perguntas poderosas de sabedoria)

Será mesmo que a profissão que estamos escolhendo hoje irá existir daqui a 5 anos? Como serão os novos alunos? Será que saberão mais que os professores? Quais as habilidades que teremos que ter para garantir nosso espaço nesse mundo? Como será a consulta com o médico em poucos anos. Será mesmo preciso ir ao hospital?

E se como num passe de mágica você conseguisse consertar seu carro pela internet? Como seria receber pizza em casa no vigésimo andar pela janela através de um drone? Tudo isso já está acontecendo. O mundo em transformação requer pessoas preparadas para tudo isso. Utilize tempo livre para construir o futuro que já bate na nossa porta.  

“Não é o mais forte da espécie que sobrevive e nem o mais inteligente, mas o mais receptivo às mudanças”  - Charles Darwin.

Comentários


AV. DESEMBARGADOR MOREIRA 2565
DIONÍSIO TORRES CEP: 60.170-002
FORTALEZA-CEARÁ | FONE: (85) 3198.8888
CNEWS@GRUPOCIDADECE.COM.BR
SIGA O CNEWS
COMO ANUNCIAR
DESENVOLVIMENTO