HOME > ENTREVISTAS > ESPECIAL

João Paulo Almeida e as bebidas nas festas

Publicado em 28/10/2019 às 10:39
Compartilhe Tweet

O empresário João Paulo Almeida é o entrevistado da semana da nossa coluna. À frente da SCOB (Serviço de Controle e Organização de Bebidas), ele falou sobre o sucesso da empresa, carreira e outros assuntos. “A principal missão da SCOB é gerar economia e evitar o desperdício das bebidas durante o evento. Muitas vezes, o que é economizado com o nosso controle é maior que o valor investido em nosso serviço. Quando temos bebidas consignadas a serem controladas, garantimos que só serão consumidas mediante real necessidade, desta forma, o cliente pagará o justo para atender com qualidade os convidados”, afirmou. Confira a seguir:

Como nasceu a SCOB (Serviço de Controle e Organização de Bebidas)?

Minha esposa, Cali Siquara, promove a realização de eventos há mais de 15 anos. Em 2007, ela me relatou sobre as dificuldades para realizar o encerramento de alguns eventos em virtude de algumas divergências na apresentação das bebidas por parte dos profissionais que as serviam. Ela precisava de alguém de confiança. Ela precisava da SCOB. A partir de então, desenvolvi um método único para realizar o controle das bebidas.

De que maneira a empresa atua para fidelizar a clientela?

Atualmente, 43% dos nossos clientes são indicações de clientes que já realizamos algum evento para a família ou amigos. Isso ocorre em razão da percepção sobre a eficácia de nosso trabalho. Procuramos prestar um serviço cordial e esclarecedor desde o primeiro contato até o momento em que o cliente recolhe as bebidas que sobraram do evento e conferem se está de acordo com nosso relatório.

Qual o formato que permite, de forma paralela, a rentabilidade da SCOB com a satisfação financeira dos clientes?

A principal missão da SCOB é gerar economia e evitar o desperdício das bebidas durante o evento. Muitas vezes, o que é economizado com o nosso controle é maior que o valor investido em nosso serviço. Quando temos bebidas consignadas a serem controladas, garantimos que só serão consumidas mediante real necessidade, desta forma, o cliente pagará o justo para atender com qualidade os convidados.

Como dribla as ações da concorrência?

O mercado é aberto, e sou a favor da livre concorrência, porém mantendo-se o respeito e a ética. Procuramos sempre cobrar um valor justo que se adeque às necessidades de cada evento, facilitamos o pagamento e procuramos deixar claro que somos profissionais qualificados e especializados em realizar e alcançar os objetivos a que nos propomos.

Qual o principal diferencial da SCOB no segmento de eventos de Fortaleza?

Desde o início de nossos serviços, procuramos investir em tecnologia que nos permite atuar de maneira segura e, ao mesmo tempo, colaborar de maneira crescente ao serviço de profissionais dos setores como buffets e cerimoniais. Nosso grande diferencial é o profissional que realiza o controle munido com planilha eletrônica onde registramos individualmente cada garrafa de whisky e o nome do colaborador que servirá cada uma destas garrafas. Esta planilha gera dados em tempo real sobre o consumo geral, o volume de serviço de cada colaborador e a quantidade de garrafas ainda disponível para serviço. Tal planilha alimenta um relatório que é enviado de forma eletrônica para o cliente, para o cerimonial e para o buffet.

Como a empresa reagiu ao período de retração econômica nacional?

Foi inevitável e real a necessidade de nos adequarmos a este período. Muitos eventos foram reestruturados e tiveram sua quantidade de convidados reduzida. Procuramos congelar nossos valores e, ao mesmo tempo, agregar serviços como pesquisa de valores de produtos para os clientes e adicionamos uma visita de segurança ao nosso serviço. Esta visita tem por finalidade detectar a legitimidade do whisky antes do evento tendo em vista a crescente quantidade de produtos falsificados vendidos por terceiros não ligados a distribuidoras de bebidas.

De que forma, falando como empresário, você avalia o atual momento político do nosso País?

Estivemos durante anos num sistema de governo com ideologias típicas de seu contexto político e social. É natural que, na atual mudança, tenhamos uma sociedade polarizada, porém é inevitável que possamos apoiar as tentativas de recuperação da economia sem fazer vistas grossas a medidas extremistas ou de cunho individual e principalmente a qualquer tipo de intolerância. É preciso estarmos abertos ao diálogo que leve a sociedade da forma mais abrangente possível a recuperação comercial, cultural e social.

Como se dá o planejamento do serviço de bebidas em um universo tão diverso como o de eventos? 

Cada evento tem suas particularidades definidas principalmente por sua quantidade de convidados, hora de realização, local e até mesmo religioso, desta forma procuramos traçar um perfil de cada evento e indicar a quantidade ideal de cada bebida e os rótulos que mais agradam os diversos paladares nos eventos. Procuramos também indicar fornecedores qualificados e responsáveis para o fornecimento das bebidas, visto que atuamos apenas no controle do serviço e não na venda.

Paralelamente à carreira de empresário, você é pedagogo, biólogo e coordenador do Espaço Maker do Colégio Antares. Como concilia a carreira com vista a garantir a eficiência em ambos os cargos?

De segunda a sexta, sou educador e coordeno junto com uma equipe de profissionais do mais alto gabarito o Espaço Maker do Colégio Antares. Estes profissionais me dão a segurança para a execução de um trabalho sério e comprometido com o desenvolvimento motor e intelectual dos alunos. Durante a semana, após as 18 horas, atendo os clientes nos preparativos para os eventos, com uma grande ajuda dos aplicativos de mensagens, e, nos finais de semana, realizamos o serviço. Atualmente, conto com quatro colaboradores que realizam com a mesma qualidade e eficácia nossos eventos. Semanalmente, temos reunião individual ou com toda a equipe para alinharmos procedimentos e atualizarmos as necessidades de atuação na prevenção ao desperdício das bebidas.

De que maneira avalia a importância do Espaço Maker como ambiente de tecnologia para o futuro?

A cultura Maker proporciona aos alunos uma aprendizagem significativa de conteúdos procedimentais, conceituais e atidudinais, colocando a mão na massa. O Colégio Antares é pioneiro na implantação da cultura Maker no estado do Ceará, nosso primeiro Espaço Maker surgiu em 2009 e, durante este período, se consolidou como uma ferramenta imprescindível na educação. Em nossos espaços, proporcionamos aos alunos a concretização de projetos voltados para o lado tecnológico e educacional, favorecendo o estímulo à criatividade e formando cidadãos capacitados para desenvolver recursos que facilitem a vida social e a resolução de problemas do seu cotidiano.

Para finalizar, quais os planos para o futuro pessoal e profissional nos próximos anos?

Minha filha, Yandra, sonha em ir à Disney, estamos sonhando com ela (risos). Estamos formando uma nova equipe para aumentar nossa capacidade de atuação, pretendemos atender mais de cinco eventos em uma única noite. Convido para conhecer nosso método de controle: @scobcontroledebebidas. Na educação, queremos ampliar a atuação do Espaço Maker para outros segmentos em nossa escola. Em 2020, receberemos nossa nova sede, a oitava, Antares Irmã Maria. Temos um novo Espaço Maker, convido a todos para conhecerem nosso projeto e nossas sedes, https://www.colegioantares.net.br/ e @colegioantaresoficial no Instagram.


PUBLICIDADE