HOME > ENTREVISTAS > ARTE

Juliana Saraiva e o sucesso da Duetos Escola de Música

Publicado em 04/02/2019 às 13:09
Compartilhe Tweet

O mundo cultural e musical dá o tom da nossa entrevista da semana. Fomos até a Duetos Escola de Música bater um papo leve e descontraído com Juliana Saraiva, que é uma das responsáveis pelo sucesso da empresa. “A cultura abre a mente, educa e transforma para melhor o ser humano”, afirmou. Confira abaixo:

Como nasceu a Duetos? 

A Duetos nasceu em 2009, quando o George, meu esposo e noivo na época, resolveu abrir uma escola para ampliar as aulas que ele já dava no seu Home-Studio.

A Duetos Escola de Música é um sucesso! A quê atribui tamanho êxito? 

Primeiramente, a Deus, que permite que tudo aconteça de acordo com Sua vontade. Ele nos capacita e nos orienta sempre. Somos extremamente dedicados. Sabemos que, de 2010 até hoje, cada ano nos entregamos mais, estudamos, pesquisamos e tentamos nos superar cada dia mais.

Qual o maior desafio de atuar profissionalmente em um ramo ligado às artes? 

Fazer com que as pessoas insiram mais cultura em suas vidas. A cultura abre a mente, educa e transforma para melhor o ser humano.

De que maneira analisa a produção musical cearense contemporânea? 

Estamos de parabéns! Têm surgido muitos artistas incríveis, nós mesmos vemos nascer artistas dentro da escola. Estamos apresentando artistas de vários estilos e preocupados sempre com uma boa qualidade musical.

Qual sua avaliação sobre os incentivos dados a eventos que valorizem o conteúdo cultural da nossa terra? 

Sentimos que muita coisa já é feita, mas ainda falta um pouco. Estamos caminhando para que um futuro em que o incentivo seja maior, mas, por enquanto, em alguns momentos, nos sentimos sozinhos no barco. Mas nem por isso deixamos de remar.

De que maneira interpreta a situação econômica e política do Brasil atualmente? 

Não está sendo fácil. Desde 2015, quando essa crise chegou em nosso País, mergulhamos ainda mais no trabalho para que nosso serviço fosse cada vez mais essencial na vida das pessoas e, até hoje, buscamos ser uma prioridade na lista da família, oferecendo um excelente serviço e agregando muitas outras coisas às aulas.

Qual a sua principal referência para implantar as novidades no espaço? Por quê? 

Eu e o George lemos e pesquisamos bastante. Quando temos a oportunidade de sair daqui, nossa cabeça flui melhor, às vezes, andando na rua, uma propaganda de outdoor vira uma grande ideia para nós. Walt Disney é uma grande inspiração para a gente.

Os alunos e admiradores da Duetos podem esperar alguma novidade ainda para 2018? Pode revelar aqui em primeira mão? 

Estamos preparando seis apresentações para esse ano, com temas escolhidos pelos próprios alunos. Teremos vários vídeos dos alunos mostrando o que eles mais gostam de tocar e cantar e estamos batalhando na captação de um projeto aprovado pela Lei Rouanet com apresentação prevista para o início de 2019.

Como cuida do corpo e da mente? Você se considera uma pessoa vaidosa? 

Tento ir à academia três vezes na semana, confesso que ultimamente não tenho conseguido muito, mas é minha meta. Também faço terapia, que me ajuda a ter equilíbrio. Não sou uma pessoa muito vaidosa, mas adoro fazer as unhas, é meu lazer.

O que mais gosta de fazer nas horas livres? 

Estou sempre com minha família nas horas livres e nas não livres, quando posso estar presente. Gosto muito de ir ao cinema e ficar com meus amigos também. Sempre fui uma pessoa muito caseira. 

Como a fé se faz presente em sua vida? 

É a fé que faz tudo fazer sentido para mim. Sou católica e tento ser fiel ao que Deus me pede. Mesmo diante das minhas fraquezas, Deus sempre é muito fiel.

Quais os artistas que você mais gosta de ouvir para desopilar? 

Gosto da Sandy e da Celine Dion, são minhas preferidas, mas acabo escutando de tudo um pouco por conta do trabalho.

Se tivesse que definir sua vida, como definiria? 

Gratidão!


PUBLICIDADE

CONTATO COMERCIAL
(85) 3198.8888
comercial@cnews.com.br