HOME > ENTREVISTAS > EXCLUSIVO
Sávio Caldas: neuropediatra fala sobre trabalho com crianças
Publicado em 28/03/2017 às 00:50

O entrevistado da semana da coluna Frisson é o conceituado neuropediatra Sávio Caldas, cuja formação se baseou nas particularidades das patologias do sistema nervoso. Em um papo franco e muito profissional, ele falou sobre a carreira e muito mais! A seguir:

Conta como surgiu o interesse pela Medicina!

Desde de criança, eu pensava em ser médico, até por influência do meu pai, que é oftalmologista. A ideia foi se tornando natural. Pensava sempre no cuidado com o outro.

O que determinou a escolha pela Neuropediatria?

Ao longo da faculdade, sempre estive envolvido com cuidados à criança. E, na formação em Pediatria na Santa Casa em Belo Horizonte, acabei tendo contato com profissionais que me inspiraram e optei por estudar Neurologia em São Paulo, na Escola Paulista de Medicina.

Quais as principais dificuldades superadas ao longo da carreira e quais as principais lições adquiridas na trajetória profissional?

Acredito que lidar com o sofrimento do outro é uma lição diária, mesmo hoje, com os mais de dez anos de formado. Cada paciente, cada família traz uma história e uma dor que devem ser respeitadas. Precisamos aprender a lidar com isso, sem nos envolvermos emocionalmente, nem tampouco banalizar esse sofrimento.

Que tipo de tratamento uma pessoa deve esperar de um neuropediatra?

O neuropediatra cuida de crianças com atraso do desenvolvimento ou de doenças que dificultam esse processo. Acompanhamos crianças com doenças graves, como convulsões, até condições clínicas como Autismo e Síndrome de Down.

De forma efetiva, em que consiste o seu trabalho na Neuropediatria?

A neurologia infantil é muito ampla. Mas, de forma geral, o meu papel é dar condições para que esse paciente se desenvolva e possa ser um adulto autônomo, independente. Há situações em que preciso medicar, outras, não. O mais importante é ajudá-lo a trilhar esse caminho em busca da autonomia e plenitude na vida adulta.

Como divide o tempo entre consultório e família?

Conto com a ajuda de uma equipe muito competente, que me ajuda a organizar os horários de trabalho e afazeres na assistência médica. E uma família extremamente compreensiva, que torce pelo meu sucesso e entende a minha ausência por causa do trabalho.

O que mais gosta de fazer nas horas livres?

Viajar e comer bem.

Como analisa o momento político e econômico do Brasil atualmente?

Acho que existe uma crise política e econômica, sim. A falta de credibilidade nos políticos nos deixa muito desanimados. Mas entendo que podemos fazer a diferença e empreender, ousar nos momentos de crise também. É o que temos feito com a criação do nosso espaço “Conviv”.

Em qual sentido a neuropediatria se distingue de forma efetiva da pediatria tradicional?

O neuropediatra tem uma formação mais aprofundada nas patologias do sistema nervoso e como elas repercutem no funcionamento do ser humano. Portanto, é importante que o pediatra tenha noções da especialidade para indicar a avaliação com um neurologista para complementar o seu trabalho.

Como cuida do corpo e da mente?

Eu procuro seguir uma rotina de exercícios e boas noites de sono. O contato com a espiritualidade também me ajuda a manter  “a cabeça no lugar”. Além do mais, conversar com amigos, viajar e tomar um bom vinho também me ajuda a manter corpo e mente equilibrados.

De que maneira define a neuropediatria brasileira?

A neuropediatria brasileira tem grandes nomes, inclusive em quem me inspiro. Temos profissionais que escrevem e publicam estudos importantes para a comunidade médica internacional inclusive. Tenho a honra de conviver com eles até hoje.

Veja cobertura completa da Inauguração da Clínica Conviv

Quais as expectativas para 2017?

Espero que continuemos abençoados e fortalecidos na missão de cuidar e ajudar os pacientes e suas famílias. Com comprometimento, ética e carinho podemos chegar longe.

Como espera que esteja a vida pessoal e profissional daqui a cinco anos?

Espero estar ainda mais convicto de que as opções que fiz na vida foram acertadas, continuar aprendendo e consolidando o nosso trabalho. Tenho sorte de trabalhar com o que gosto! 

Publicidade
Publicidade
Publicidade
ÚLTIMAS COBERTURAS
Larissa Cruz e André Correia se unem matrimonialmente
Inauguração de G7 Garage reúne clássicos automóveis
NOTAS
CONTATO COMERCIAL

(85) 3198.8888
comercial@cnews.com.br
 

AV. DESEMBARGADOR MOREIRA 2565
DIONÍSIO TORRES CEP: 60.170-002
FORTALEZA-CEARÁ | FONE: (85) 3198.8888
CNEWS@TVCIDADEFORTALEZA.COM.BR
SIGA O CNEWS
Facebook Google Plus Twitter Youtube Instagram
COMO ANUNCIAR
DESENVOLVIMENTO