30/12/2019 10:00
Como transformar as metas de final de ano em realidade?
De acordo com estudos, apenas 8% das pessoas que fazem uma resolução de Ano Novo conseguem atingir sua meta

Fim de ano é o momento em que a gente aproveita para repensar o ano que passou e elaborar novos planos e metas para o próximo ciclo. Ter uma alimentação melhor, economizar dinheiro, conhecer um lugar novo, ter mais tempo para a família, trabalhar menos ou conseguir um emprego melhor. Quaisquer que sejam as resoluções de Ano Novo, tem uma coisa que não pode ser esquecida: motivação.

Planejar novas metas talvez não necessite de muito esforço, o grande desafio está, na verdade, em cumprir e alcançar aquilo que foi prometido. Apenas 8% das pessoas que fazem uma resolução de Ano Novo conseguem atingir sua meta, é o que aponta um estudo da Universidade de Scranton, nos Estados Unidos.

Mas por que mudar é uma tarefa tão difícil? Para a psicóloga e professora da Universidade de Fortaleza, Patrícia Passos, “alguns encontram diversificadas formas de auto sabotagem, outros resistem com medo do novo”. Como forma de mudar esse quadro, tirando as metas do papel, tenha uma rede de apoio. “Uma boa dica é que possamos compartilhar tais metas com pessoas importantes de nossa convivência para nos estimular e ajudar a colocá-las em prática”. Outro ponto fundamental, segundo a psicóloga, é ter planos compatíveis com o nível de possibilidade de realização de cada um, evitando frustrações e desistências pelo caminho. 

Estudos apontam que a média de tempo para adaptação neuromuscular é de três meses até que corpo e mente se acostumem com a nova rotina. Então, dar o primeiro passo e ter regularidade irão ajudar a alcançar esse prazo e, no final do ano que vem, riscar da lista a meta como concluída.

Entre as metas campeãs, uma das mais frequentes nas listas é a busca por uma vida mais saudável. A supervisora de desenvolvimento físico esportivo do Sesc Fortaleza, Michele Teixeira, aponta que o primeiro passo é ter um objetivo e definir quais são suas prioridades. “É importante estar ciente do que quer alcançar, seja por questões de saúde ou estética. Depois realizar um plano de ação simples: qual atividade irei escolher, qual horário, local, por quanto tempo, se terá acompanhamento nutricional”. Além disso, ela alerta que é preciso entender que as respostas da atividade física regular vêm de médio a longo prazo.

Dicas da psicóloga, Patrícia Passos, para listar as metas para 2020:

- Conhecer a si mesmo para entender quais pontos precisa melhorar ou investir mais. Conversar com pessoas importantes da sua convivência para receber feedbacks pode ajudar nesse momento;

- Avaliar o momento em que você está vivendo. Se está prestes a se aposentar, provavelmente não seja aconselhável investir tanto em qualificação, mas sim em outras atividades para além do profissional;

- Levantar quais são suas prioridades. “O que é importante pra mim?” Encontrar algo que nos traga felicidade para poder estabelecer as nossas metas;

- Separar as metas por segmento: vida pessoal, profissional, social, em família. Não é interessante fazer 60 metas, quanto mais metas você colocar mais difícil é de você atingi-las. E então vem o sentimento de frustração.

- Colocar todos os planos e metas no papel ajuda no processo de interiorizar o que almeja;

2020 chegou. Se seu objetivo está definido, por que não começar agora? A meta pode ser estabelecida e executada hoje, e o primeiro passo pode ser dado com simples atitudes. Estamos na torcida por você!

 

 

 

Comentários


AV. DESEMBARGADOR MOREIRA 2565
DIONÍSIO TORRES CEP: 60.170-002
FORTALEZA-CEARÁ | FONE: (85) 3198.8888
CNEWS@GRUPOCIDADECE.COM.BR
SIGA O CNEWS
COMO ANUNCIAR
DESENVOLVIMENTO