25/09/2019 10:28
Tempo de celebrar a cultura popular
Museu Casa do Mestre Antônio Luiz completa um ano de boas conversas, histórias e saberes, com direito a festa de comemoração

Um local para conversar sobre histórias e saberes. É uma casa simples, porém convidativa, viva, repleta de memória, valores, fazeres e saberes, que se abre para quem deseja aprender mais sobre nossas próprias raízes. Das tradições, tão bem preservadas e vividas, Mestre Antônio Luiz, idealizador e brincante do Reisado de couro dos Caretas, no Sítio de Assaré, sente-se tão à vontade para receber e passar adiante aquilo que tanto sabe e gosta. Sua própria vida, inclusive, entrelaça-se aos sons e ruídos produzidos pelos personagens e brincantes. Conversar com as pessoas sobre sua vida é aprender também sobre o quão rica é a nossa cultura.

E assim é a sua rotina há exatamente um ano, quando foi inaugurado o Museu Orgânico Sesc  - Casa do Mestre Antônio Luiz. Sua casa, onde mora há mais de 40 anos, tornou-se um lugar tão importante para a memória do nosso povo. É lá onde o também agricultor conversa, lembra e relembra sobre as tradições que aprendeu ainda na infância.

E a comemoração do primeiro ano desse museu tão cheio de história e de vida não poderia ser melhor. Na última quarta-feira, 18 de setembro, houve uma animada terreirada em meio ao pôr do sol do Cariri, organizada pelo Sesc – unidade Juazeiro do Norte. Estiveram presentes na festa os Mestres Aldenir e Tarcísio, com seus respectivos grupos, que se apresentaram e fizeram uma justa homenagem a Antônio Luiz, além de membros da Fundação Casa Grande, parceiro do Sesc na realização dos Museus Orgânicos, e representantes da Prefeitura local.

Como faz questão de explicar Josiel Bernardo, técnico de cultura do Sesc Juazeiro, Mestre Antônio Luiz já tinha o reconhecimento de boa parte da comunidade devido a sua dedicação e empenho em manter viva a manifestação de seus ancestrais. “Agora, com o Museu Orgânico, ele passou a ser também uma referência de comunicação do município de Potengi com o mundo, com sua simplicidade e uma maneira própria de ver além. Mestre Antônio acolhe a todos, faz pulsar no olhar o respeito e o prazer de estar representando todo o povo do Sassare”, diz.

Mestre Antônio Luiz confessa que ficou um pouco surpreso com a quantidade de pessoas quem foram prestigiá-lo no aniversário do Museu. Para ele, reunir tantas pessoas em prol da arte e da cultura foi motivo de muita alegria. “Vocês não sabem o quanto fico feliz quando vocês estão aqui”, diz, feliz e confiante de que os próximos anos serão ainda melhores!   

Lugar de memória e afeto

Enfeitando as paredes da sala de visitas, estão as fotografias deste folguedo que faz parte da vida de Antônio Luiz desde 1975, quando entrou para o reisado. Também estão expostos os instrumentos musicais e as dez máscaras dos caretas: o Velho Bacurau, a Velha Quitéra, o boi, a burrinha, o urubu, o jegue, o carneiro, o cavalo e a ema, personagens do reisado que todos os anos ganham vida no terreiro do Mestre sempre nas Festas de Reis.

Violão, zambumba, pandeiro e triângulo conduzem os movimentos caretas, que emitem sons no decorrer dos entremeios, pequenas encenações com as figuras do reisado. Antônio Luiz sabe, como ninguém, as sequências da brincadeira e da arte de esculpir as máscaras, pois preserva na memória há quatro décadas o que aprendeu com os mestres que brincavam antes dele.   

Sobre os Museus Orgânicos

Objetos que simbolizam as tradições, fotografias, vestimentas, instrumentos são alguns dos elementos que integram os acervos dos 16 Museus Orgânicos dos Mestres de Cultura Tradicional do Cariri. Compreendendo a cultura de tradição como parte integrante da expressão humana, o Sesc, braço social do Sistema Fecomércio Ceará e Fundação Casa Grande são incentivadores dos Museus Orgânicos dos Mestres de Cultura Tradicional do Cariri. A iniciativa tem a missão de trazer a um circuito de turismo social e cultural e fomentar uma rede de espaços de memória, fortalecendo essas expressões tradicionais, já reconhecidas pela comunidade em que cada Mestre vive e construiu sua história.

Comentários


AV. DESEMBARGADOR MOREIRA 2565
DIONÍSIO TORRES CEP: 60.170-002
FORTALEZA-CEARÁ | FONE: (85) 3198.8888
CNEWS@TVCIDADEFORTALEZA.COM.BR
SIGA O CNEWS
COMO ANUNCIAR
DESENVOLVIMENTO