NOTICIAS | SAÚDE

Mosquito é responsável por transmitir doenças graves

O mosquito que pica uma pessoa doente pode transmitir o vírus para até 30 pessoas
Postado em 15/06/2015 | 12:13

Muitas dores no corpo, manchas vermelhas espalhadas pelo corpo e febre alta. Esses foram os principais sintomas que a estudante de psicologia, Rafaela Câmara, sentiu no início deste mês. A principal suspeita dos médicos era que Rafaela tivesse dengue. Porém, ela foi diagnosticada com Zika, um novo vírus que é transmitido pelo mosquito Aedes aegypti. 

O mosquito é responsável por transmitir três doenças: dengue, febre Chikungunya e Zika. De acordo com o infectologista Caio Rodrigues, o mosquito que pica uma pessoa doente pode transmitir o vírus para até 30 pessoas. “Muito além de um simples inseto, o Aedes aegypti se tornou uma praga que precisa ser combatida”, explicou.

A proliferação do Aedes aegypti se dá por um mero descuido em água parada. “É fundamental que as pessoas atuem em suas próprias casas evitando qualquer tipo de acúmulo de água que possa servir de criadouro para o mosquito”, alerta o médico.

Das três doenças transmitidas pelo Aedes aegypti, a dengue é a mais perigosa e frequente. Neste ano, até o dia 12 de junho, foram confirmados 438 casos da doença, sendo que 52 pessoas morreram por complicações causadas pela enfermidade. De acordo com a Secretaria de Saúde do Ceará (Sesa), tanto a febre Chikungunya quanto o vírus Zika são relativamente novos e ainda há poucos casos registrados este ano no Estado. 

Segundo o infectologista Caio Rodrigues, os sintomas das três doenças são bastante parecidos, o que pode dificultar a confirmação da doença. O paciente geralmente apresenta dor de cabeça severa, dores nas articulações e músculos, dor atrás dos olhos, indisposição, perda de apetite, náusea e vômitos, além de manchas vermelhas no tórax e braços.

O que diferencia os três tipos é a duração da doença. A dengue clássica se manifesta por meio de febre durante cerca de sete dias. A febre Chikungunya costuma durar de três a dez dias, e seu risco de morte é raro e menos frequente. Já a Zika também é de baixa letalidade. Como ela ainda é não é muito conhecida, sua descrição está embasada em um número limitado de relatos de casos e investigações de surtos. 

O tratamento para os três tipos da doença também é o mesmo: é feito para combater os sintomas, com analgésico, hidratação adequada e repouso.

Vírus Zika
Assim que Rafaela Câmara foi diagnosticada com a doença, ela se espantou. “Como é uma doença nova, achei que poderia ter muitas complicações. Demorei uma semana para me recuperar, mas passei todos os dias muito indisposta”, disse. 

O primeiro caso de Zika vírus foi registrado na Bahia, no início deste ano. Porém, a doença acabou se espalhando pelo Nordeste.

A suspeita é de que o vírus, que está sendo identificado pela primeira vez na América Latina, tenha chegado ao país durante a Copa do Mundo, trazido por turistas africanos ou asiáticos, regiões onde a doença é bastante comum.

Prevenção
A maneira mais eficaz de erradicar dengue, febre Chikungunya e Zinka é eliminar os possíveis criadouros do mosquito, evitando deixar água acumulada em recipientes como pneus, garrafas, vasos de plantas, entre outros.


 
VEJA TAMBÉM
 
 
 
 

AV. DESEMBARGADOR MOREIRA 2565
DIONÍSIO TORRES CEP: 60.170-002
FORTALEZA-CEARÁ | FONE: (85) 3198.8888
CNEWS@GRUPOCIDADECE.COM.BR
SIGA O CNEWS
COMO ANUNCIAR
DESENVOLVIMENTO