NOTICIAS | POLÍCIA

Suspeito cobrava até R$ 5 mil por "alôs" em lives de forró

De acordo com a Secretaria de Segurança Pública, um boletim de ocorrência foi registrado na Delegacia de Defraudações e Falsificações (DDF)
Postado em 30/06/2020 | 13:10
Fotos: Reprodução/TV Cidade

Um homem é denunciado por cantores e empresários do forró cearense por cobranças indevidas de "alôs" nas lives realizadas pelos artistas na internet. Os valores chegavam a R$ 5 mil, conforme um dos denunciantes. O suspeito, investigado pela Polícia Civil por estelionato, fingia ser próximo dos artistas e empresários e prometia divulgação, caso as vítimas pagassem. 

De acordo com a Secretaria de Segurança Pública e Defesa Social, um boletim de ocorrência foi registrado na Delegacia de Defraudações e Falsificações (DDF). O suspeito já foi identificado. 

Em uma troca de mensagens com uma das vítimas, o homem afirmou trabalhar honestamente. Em seguida, fez ameaças. "Se meu nome for prejudicado em redes sociais eu pago na mesma moeda viu eu queimo o nome tbm da marca de que for, deixando bem claro [sic]". 

Comprovante de pagamento feito por uma das vítimas. 

Em vídeo, o cantor Xand Avião afirmou que o nome do artista e da esposa, Isabele Temóteo, foram utilizados indevidamente. “Um fato desagradável, digamos assim. Tem um indivíduo usando meu nome e o nome da minha esposa para vender cotas de menções em shows, gravações de CSs, lives. Essa pessoa nunca trabalhou comigo, não sei quem é. Peço para as pessoas terem muito cuidado”, disse. 

O empresário Carlos Aristídes, que representa a A3 Entretenimento, concordou com o cantor, afirmando que o homem "não passa de um estelionatário. Não sei de onde veio, não sei quem é, nunca nos representou”.

"Esse Júnior CDs faz isso há alguns anos, cobra, em média, R$ 5 mil. Na correria, acabaram por deixar essa história passar. Agora, uma prima me ligou dizendo que estava acontecendo de novo. Fiz boletim de ocorrência contra ele semana passada. As pessoas chegam no escritório nos cobrando, dizendo que fechou com gente da nossa equipe e quando vamos ver se tratou de um golpe. Nós queremos Justiça contra ele, queremos que ele seja preso", declara Watila Oliveira, irmão de Wesley Safadão. 

 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 

Uma publicação compartilhada por PORTAL DE NOTÍCIA DA CIDADE (@portalcnews) em

 

 
VEJA TAMBÉM
 
 
 
 

AV. DESEMBARGADOR MOREIRA 2565
DIONÍSIO TORRES CEP: 60.170-002
FORTALEZA-CEARÁ | FONE: (85) 3198.8888
CNEWS@GRUPOCIDADECE.COM.BR
SIGA O CNEWS
COMO ANUNCIAR
DESENVOLVIMENTO