NOTICIAS | POLÍCIA

"Foi um assalto muito planejado", aponta amiga de Katarina

A família e os amigos tentam entender o que, de fato, aconteceu com a vítima, morta em São Paulo
Postado em 13/02/2020 | 20:53
Foto: Reprodução/TV Cidade

As lembranças das inúmeras brincadeiras ajudam a aliviar a dor. Carla Camila e Katarina Silva eram amigas de infância e a notícia da morte abalou a manicure. "Até agora, ainda não caiu a ficha", garante. A transexual fortalezense foi brutalmente assassinada em São Paulo, na última quarta-feira (12). A família e os amigos tentam entender o que, de fato, aconteceu com a vítima. 

LEIA TAMBÉM

Família de paciente trans cobra uso de nome social no HGF

Machismo: A violência em relações entre homens

Imagens de câmeras de segurança mostram ela sendo jogada de um carro em uma rua deserta. Ainda não há previsão de quando o translado do corpo vai acontecer. Isso port conta da burocracia e dos custos. "A Bela Vista está em luto pela Katarina. Ela era uma pessoa muito boa", desabafa Carla. 

Tayla Nascimento é outra amiga da vítima. As duas moraram juntas em São Paulo. Ela acredita que Katarina foi vítima de latrocínio. "Isso foi um assalto muito planejado. Pra ter amarrado ela, ter marca de faca em todo o corpo e ela ter sido jogada para fora do carro", explica. 

Com informações de Andson Lima, da TV Cidade

 

 
VEJA TAMBÉM
 
 
 
 

AV. DESEMBARGADOR MOREIRA 2565
DIONÍSIO TORRES CEP: 60.170-002
FORTALEZA-CEARÁ | FONE: (85) 3198.8888
CNEWS@GRUPOCIDADECE.COM.BR
SIGA O CNEWS
COMO ANUNCIAR
DESENVOLVIMENTO