NOTICIAS | POLÍCIA

Trio morre em confronto com a polícia em Guaiúba

O grupo é suspeito de integrar uma facção criminosa e de participar do roubo de uma carga de explosivos, no dia 20 de dezembro de 2018, em Aquiraz
Postado em 14/01/2020 | 18:15
Foto: Divulgação/SSPDS/CE

Três homens morreram durante um confronto com a polícia na tarde desta terça-feira (14), na cidade de Guaiúba, Região Metropolitana de Fortaleza. Outros dois homens também foram baleados e levados para uma unidade de saúde no município. O grupo é suspeito de integrar uma facção criminosa e de participar do roubo de uma carga de explosivos, no dia 20 de dezembro de 2018, em Aquiraz.

De acordo com a polícia, os suspeitos que morreram na torca de tiros foram identificados como: Francisco Iranildo Costa da Silva (24), sem antecedentes, Antonio Pereira da Silva Filho (18), com passagem quando era menor, e Edimilson Xavier da Silva (24), o “Loirim Dragão”. 

Daniel Rodrigues da Silva (30), com passagens por homicídio e crime ambiental, e Antonio Marcos Sales Roque Filho (18), que respondeu a um ato infracional quando menor, estão escoltados por policiais militares em um hospital até receberem alta médica.
Welyson Nogueira Fernandes Gomes (21), conhecido por “Cueca” (22), apontado como um dos participantes do roubo do caminhão com explosivos –, foi preso por uma equipe do Comando de Policiamento de Rondas e Ações Intensivas e Ostensivas (CPRaio), na localidade Riachão, em Baturité. 

A polícia ainda apreendeu um fuzil AK 47, uma metralhadora artesanal calibre 380, a ação policial resultou ainda nas apreensões de uma escopeta calibre 12, duas pistolas (.40 e 380), um revólver calibre 38. Também foram apreendidos 290 gramas de maconha, 630g de crack, uma balança de precisão, anotações do tráfico e 69 munições de calibres diversos. 

Leia também: Cinco toneladas de explosivos são apreendidos em Fortaleza

 

 
VEJA TAMBÉM
 
 
 
 

AV. DESEMBARGADOR MOREIRA 2565
DIONÍSIO TORRES CEP: 60.170-002
FORTALEZA-CEARÁ | FONE: (85) 3198.8888
CNEWS@GRUPOCIDADECE.COM.BR
SIGA O CNEWS
COMO ANUNCIAR
DESENVOLVIMENTO