NOTICIAS | POLÍCIA

Universitário e enfermeiro são presos no interior do Ceará

Quatro mandados de prisão estão sendo cumpridos nas cidades de Alto Santo, Fortaleza, Paraipaba e Tabuleiro do Norte
Postado em 10/01/2020 | 07:56
Foto: Divulgação/PC

A Polícia Civil deflagrou, nesta sexta-feira (10), uma operação para desarticular um esquema criminoso de falsos médicos que atuavam em unidades hospitalares da região do Maciço do Baturité. Na ocasião, um estudante de medicina e um enfermeiro foram presos. 

As investigações apontam que os suspeitos atuavam em um esquema criminoso que agia em hospitais no Maciço. Enquanto o enfermeiro foi preso em Paraipaba, o estudante estava em Sobral. 

Segundo a polícia, estão sendo cumpridos quatro mandados de busca e apreensão e quatro de prisão. Ao todo, 20 agentes estão participando da operação, intitulada como "Filhos de Hipócrates". Os mandados estão sendo cumpridos nas cidades de Alto Santo, Fortaleza, Paraipaba e Tabuleiro do Norte. 

Investigações
Os alvos investigados são um acadêmico do 3º semestre de medicina, um enfermeiro e duas pessoas formadas em medicina no exterior, porém sem revalidação do diploma no Brasil, o que os impedem do exercício legal da profissão. As investigações apontam que o grupo atuou como equipe médica em plantões na UMPA de Baturité no período de 2017 a 2019.

Conforme o delegado Joel Morais, titular da delegacia Regional de Baturité e responsável pelas investigações, as apurações tiveram início em novembro do ano passado após um outro homem, que não é alvo da ação policial realizada hoje, ser flagrado por acadêmicos de medicina tirando plantão em um hospital de Mulungu, cidade próxima à Baturité. Após ser acionada, a Polícia Civil iniciou as investigações e identificou parte dos envolvidos no esquema criminoso.

Em nota, a Prefeitura de Baturité informou que a Secretaria de Saúde de Baturité está colaborando com as investigações. "Inclusive realizou um Boletim de Ocorrência e está acompanhando as investigações. Informamos ainda que o município zela pela legalidade, responsabilidade e respeito tanto aos profissionais quanto à população assistida por nossas unidades de saúde."

Desdobramento

No ano passado, a Polícia Civil instaurou inquérito para investigar a atuação de um falso médico que atuava em plantões utilizando nome de outro profissional com registro ativo da profissão. Lucas Félix, de 26 anos, atendia nas cidades de Aratuba e Guaramiranga.

O acusado é formado em farmácia e cursa o terceiro período de medicina em uma faculdade particular de Fortaleza. Na época, o Conselho Regional de Medicina (CRM) informou que iria apurar o caso na área administrativa, para saber se médicos e outros profissionais da área sabiam da atuação de Lucas. 

                         

 

 
VEJA TAMBÉM
 
 
 
 

AV. DESEMBARGADOR MOREIRA 2565
DIONÍSIO TORRES CEP: 60.170-002
FORTALEZA-CEARÁ | FONE: (85) 3198.8888
CNEWS@GRUPOCIDADECE.COM.BR
SIGA O CNEWS
Facebook Google Plus Twitter Youtube Instagram
COMO ANUNCIAR
DESENVOLVIMENTO