NOTICIAS | FORTALEZA

Edifício Andrea não passava por reforma, garante advogado

Em entrevista exclusiva, defesa de engenheiro ressaltou que o prédio já havia passado por obras sem atender às regras de segurança
Postado em 22/11/2019 | 19:29
Advogado do engenheiro José Andresson falou sobre a tragédia no Edifício Andrea. (Foto: Reprodução/TV Cidade)

EXCLUSIVO. Pouco mais de um mês após a tragédia, ainda não existem respostas definitivas sobre o desabamento do Edifício Andrea, em Fortaleza. Mas o advogado Breno Almeida está convicto que o engenheiro José Andresson, dono da Alpha Engenharia, não é o culpado. A empresa faria a reforma do prédio, um acordo foi firmado em 14 de outubro, um dia antes do desabamento, mas no momento em que a situação aconteceu, apenas uma avaliação era realizada. 

Leia também: Riscos estruturais fazem MP cobrar inspeções prediais

A intenção para executar a nova reforma surgiu no meio do ano. Algumas construtoras foram procuradas, mas a Alpha foi escolhida pelos moradores por apresentar o menor custo. Para o advogado, não houve necessidade da instalação de escoras para manter a estrutura do prédio estável. Fotos e vídeos, divulgados após a tragédia, mostram que os danos eram visíveis em vários pontos. Eles seriam reparados na intervenção, que segundo o engenheiro, nem chegou a acontecer. 

Tragédia no Edifício Andrea completou um mês. (Foto: Arquivo/CNEWS)

O advogado afirma que o engenheiro José Andresson ainda está muito abalado com o que aconteceu, por isto não grava entrevista. Apesar da situação emocional, garante não ter responsabilidade na tragédia que resultou na morte de nove pessoas. Breno Almeida, que faz a defesa do empresário, evita apontar culpados, mas relata que, ao longo dos 38 anos da existência do Edifício Andrea, diversas intervenções foram feitas, inclusive sem atender às regras de segurança. 

Confira a entrevista na íntegra: 

 

 
VEJA TAMBÉM
 
 
 
 

AV. DESEMBARGADOR MOREIRA 2565
DIONÍSIO TORRES CEP: 60.170-002
FORTALEZA-CEARÁ | FONE: (85) 3198.8888
CNEWS@GRUPOCIDADECE.COM.BR
SIGA O CNEWS
COMO ANUNCIAR
DESENVOLVIMENTO