NOTICIAS | POLÍTICA

Pela "PEC da 2ª instância", grupos ocupam Praça Portugal

Manifestam ainda alertam a sociedade para "risco do comunismo" e fizeram um "enterro simbólico" de ministros do STF
Postado em 09/11/2019 | 18:08
Fotos: Luana Gurgel/TV Cidade

Um dia após o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva ganhar liberdade, cerca de cinco grupos à direita ocuparam a Praça Portugal, em Fortaleza, na tarde de sábado (9), para se manifestar contra o Supremo Tribunal Federal (STF) e outras pautas, como o "risco do comunismo para as crianças" e aprovação da Proposta da Emenda à Constituição (PEC) que permite a prisão após condenação em segunda instância. 

Em um carro de som, os líderes do movimento pediam a prisão de Lula. Um enterro simbólico dos ministros que votaram contra a prisão foi feito. Enquanto alguns carregavam cruzes, outros gritavam: "STF, presta atenção, tua toga vai virar pano de chão". Não há número oficial de presentes. 

Os manifestantes ainda pediam a votação da PEC 410, que permite a prisão em segunda instância. Na Câmara dos Deputados, o parlamentar Alex Manente (Cidadania) afirmou que os parlamentares devem apressar a votação da matéria, que deve entrar em discussão na próxima semana. Joice Hasselman (PSL) afirmou que a Proposta tem apoio de aproximadamente 100 deputados e vai chegar aos 308 votos necessários para aprovação no plenário. 

 

 
VEJA TAMBÉM
 
 
 
 

AV. DESEMBARGADOR MOREIRA 2565
DIONÍSIO TORRES CEP: 60.170-002
FORTALEZA-CEARÁ | FONE: (85) 3198.8888
CNEWS@TVCIDADEFORTALEZA.COM.BR
SIGA O CNEWS
COMO ANUNCIAR
DESENVOLVIMENTO