NOTICIAS | MEIO AMBIENTE

Com vazamento de óleo, governo antecipa seguro-defeso

A força-tarefa que analisa o vazamento de óleo que se alastrou pelo litoral informou que não houve registro de novas manchas
Postado em 16/10/2019 | 19:58

A ministra da Agricultura, Tereza Cristina, reuniu-se nesta quarta-feira (16), com senadores do Nordeste para discutir os impactos causados pelo vazamento de petróleo na região. Durante o encontro, o senador Tasso Jereissati (PSDB) demonstrou sua preocupação com a situação dos pescadores nordestinos, em especial dos cearenses, e defendeu a antecipação do pagamento do seguro-defeso.

Após a reunião, a ministra confirmou que o governo vai antecipar para este mês o pagamento do benefício, que começaria a ser pago apenas em novembro. Segundo ela, será adiantado para colônias de pescadores que comprovarem o impacto com o vazamento de petróleo e, se necessário, poderá estender o pagamento até o ano que vem.

Não há registro de novas manchas de óleo, diz força-tarefa
A força-tarefa que analisa o vazamento de óleo que se alastrou pelo litoral da Região Nordeste informou que não houve registro de novas manchas nesta segunda-feira (14). A Marinha, no entanto, não descarta a possibilidade de aparecimento de mais óleo nas praias da região.

Segundo os militares, não é possível afirmar que a fonte do vazamento tenha se esgotado. A força-tarefa de limpeza, que conta com 1.583 militares de 48 organizações e 74 civis, informou que mais de 200 toneladas de resíduos contaminados já foram isoladas. A descontaminação das praias segue sem perspectiva de ser finalizada.

Com informações da Agência Brasil 

 
VEJA TAMBÉM
 
 
 
 

AV. DESEMBARGADOR MOREIRA 2565
DIONÍSIO TORRES CEP: 60.170-002
FORTALEZA-CEARÁ | FONE: (85) 3198.8888
CNEWS@GRUPOCIDADECE.COM.BR
SIGA O CNEWS
Facebook Google Plus Twitter Youtube Instagram
COMO ANUNCIAR
DESENVOLVIMENTO