NOTICIAS | POLÍCIA

Apartamento de empresária será periciado na próxima semana

Advogado da família diz que entrada de parentes será liberada após o procedimento
Postado em 20/09/2019 | 14:34
Empresária morava com o filho neste condomínio, fechado desde o começo das investigações. (Foto: GMaps/Reprodução)

Fechado desde que as investigações iniciaram, o luxuoso apartamento em que a empresária Jamile Correia morava com o filho no Meireles, em Fortaleza, deve ser periciado na próxima segunda-feira (23). A informação foi confirmada pela defesa da familia da vítima, que aguarda o fim do trabalho para ter acesso ao local. 

Flávio Jacinto, advogado da família de Jamile, afirma que também deve acontecer uma reconstituição, mas não deu prazo. "A decisão [sobre reconstituição] é da autoridade policial. Por enquanto, só vai acontecer a Perícia. Depois disto, o quarto será liberado para a família apanhar os pertences, principalmente roupa", contou. O filho da vítima, adolescente de 14 anos, deixou todos os objetos pessoais e roupas no imóvel. 

Durante esta sexta-feira (20), o menor ainda foi ao 2º Distrito Policial, na Aldeota, e conversou com a delegada Socorro Portela. A conversa foi informal, mas um novo depoimento do filho deve ser marcado. 

Laudo pericial garante: tiro "se deu de cima para baixo"
O laudo cadavérico da Perícia Forense do Ceará aponta que o tiro "se deu de cima para baixo". A versão já tinha sido antecipada pelo médico Jamil Zarur, que prestou depoimento à Polícia Civil. Segundo o documento, foi "colhido e enviado para setor de balística um (01) projetil de arma de fogo encontrado na região do hipocôndrio direito, denotando que o trajeto deste se deu de cima para baixo, ântero-posteriormente e da esquerda para direita". O documento ainda aponta que Jamile faleceu por uma "hemorragia intra-abdominal por lesão hepática por projétil de arma de fogo". 

 

 
VEJA TAMBÉM
 
 
 
 

AV. DESEMBARGADOR MOREIRA 2565
DIONÍSIO TORRES CEP: 60.170-002
FORTALEZA-CEARÁ | FONE: (85) 3198.8888
CNEWS@TVCIDADEFORTALEZA.COM.BR
SIGA O CNEWS
COMO ANUNCIAR
DESENVOLVIMENTO