NOTICIAS | EDUCAÇÃO

Cândido: "Daqui a dois anos, vão bater palmas para UFC"

Cândido Albuquerque defendeu modernização e debate sobre o Future-se
Postado em 04/09/2019 | 18:24
Cândido concedeu entrevista exclusiva ao Diálogos, na TV Cidade Fortaleza. (Foto: Lino Vieira/TV Cidade)

O professor José Cândido Albuquerque, nomeado pelo presidente Jair Bolsonaro como o novo reitor da Universidade Federal do Ceará (UFC), afirmou, nesta quarta-feira (4), que está aberto para conversar com aqueles que são contrários a sua gestão. Em entrevista exclusiva ao Diálogos, o reitor afirmou que os protestos representam medo ao novo, mas prometeu: "Daqui a dois anos, vão bater palma para a UFC".

Cândido defendeu a modernização da universidade e o debate ao Future-se, programa apresentado pelo Ministério da Educação (MEC) com finalidade de permitir a aproximação entre a iniciativa privada e as instituições de ensino. "A universidade não pode temer o debate. Que tipo de universidade é essa que foge da discussão? O Future-se, por enquanto, é uma ideia", afirmou. 

O gestor ponderou que existem pontos positivos e negativos no programa, citando a flexibilidade para atrair investimentos para universidade como fator positivo. Para Cândido, o investimento externo pode ser importante para o crescimento da pesquisa. Um dos fatores negativos e que merecem ser discutidos, segundo o reitor, é o patrimônio da universidade, que deve permanecer sob poder da instituição. "Eu tenho minha forma de pensar", garantiu Cândido, ressaltando ser independente do Governo Bolsonaro. 

Sem citar o governo, o reitor afirmou que o maior corte na educação aconteceu em 2014. Na época, o país era governado pela então presidente Dilma Rousseff. Entretanto, a Associação Nacional Dirigentes do Ensino Superior (Andifes) contesta a versão, alegando que o corte anunciado pelo presidente Jair Bolsonaro em maio deste ano, foi superior. 

O novo reitor também defendeu a maior participação da sociedade na instituição. "A UFC é maior que todos nós. Devemos ter diálogo com aqueles que realmente nos financiam, a sociedade", comentou. Cândido ainda diz ter interesse em escutar os estudantes que protestam contra sua nomeação, mas precisa entender suas demandas. "Alguns estão ali por ideologia política", finalizou.

 

A entrevista completa será exibida no Diálogos, no próximo dia 14 de setembro, às 14h45, na TV Cidade Fortaleza

 

 
VEJA TAMBÉM
 
 
 
 

AV. DESEMBARGADOR MOREIRA 2565
DIONÍSIO TORRES CEP: 60.170-002
FORTALEZA-CEARÁ | FONE: (85) 3198.8888
CNEWS@TVCIDADEFORTALEZA.COM.BR
SIGA O CNEWS
COMO ANUNCIAR
DESENVOLVIMENTO