NOTICIAS | BRASIL

Sérgio Machado vira réu por corrupção e lavagem de dinheiro

A defesa de Sérgio Machado afirmou que o recebimento da acusação era um ato esperado
Postado em 18/07/2019 | 21:27

              

O ex-presidente da Transpetro Sérgio Machado virou na Operação Lava Jato pelos crimes de corrupção passiva e lavagem de dinheiro. O ex-senador Romero Jucá (MDB), também virou réu pelo mesmo motivo.

A denúncia feita pelo Ministério Público Federal (MPF), que aponta envolvimento dos réus em um esquema de corrupção na subsidiáriada Petrobras, foi aceita pela Justiça no dia 11 de junho, pelo juiz Luiz Antônio Bonat, da 13ª Vara Federal de Curitiba.

De acordo com a denúncia, Sérgio Machado e Romero Jucá solicitaram pagamento de R$ 22,4 milhões à empreiteira Galvão Engenharia, referentes a 5% de contratos e aditivos firmados com a Transpetro.

A denúncia aponta que Sérgio Machado foi indicado e mantido no cargo por Romero Jucá e integrantes do MDB e tinha "a função de arrecadar propinas para seus padrinhos políticos". Segundo o MPF em contrapartida ao pagamento de propinas pelas empresas, Sérgio Machado, "garantiria às empreiteiras a continuidade dos contratos e a expedição de futuros convites para licitações".

A defesa de Sérgio Machado afirmou que o recebimento da acusação era um ato esperado e disse que confirma a qualidade de sua colaboração processual.

A defesa de Romero Jucá afirma que a denúncia deveria ter sido oferecida junto à Justiça Eleitoral, pois se trata de imputações referentes à área eleitoral.

Com agências

 

 

 
VEJA TAMBÉM
 
 
 
 

AV. DESEMBARGADOR MOREIRA 2565
DIONÍSIO TORRES CEP: 60.170-002
FORTALEZA-CEARÁ | FONE: (85) 3198.8888
CNEWS@GRUPOCIDADECE.COM.BR
SIGA O CNEWS
Facebook Google Plus Twitter Youtube Instagram
COMO ANUNCIAR
DESENVOLVIMENTO