NOTICIAS | POLÍTICA

Nezinho: "Eu não cheguei aqui ontem por redes sociais"

Deputado afirmou que abriu mão de sigilo fiscal e telefônico e desafiou André Fernandes a renunciar ao mandato, caso a alegação não seja confirmada
Postado em 18/06/2019 | 13:46
Nezinho usou a tribuna da Assembleia para criticar denúncia apresentada por Fernandes. (Foto: Júnior Pio/Agência Assembleia)

O deputado estadual Nezinho Farias (PDT) criticou as acusações feitas pelo deputado André Fernandes (PSL), que afirma existir relação entre o parlamentar e uma organização criminosa. A denúncia foi protocolada no Ministério Público. Em pronunciamento nesta terça-feira (18), Nezinho afirmou que abriu mão de sigilo fiscal e telefônico e desafiou o colega a renunciar ao mandato, caso a alegação não seja confirmada. 

“Se tiver um indício de ligação minha com facção eu renuncio (…) agora, quero ver se ele renuncia se estiver errado”, disse. Ainda no pronunciamento, Nezinho falou sobre a chegada de Fernandes à Assembleia. O parlamentar está em seu primeiro mandato. “Não cheguei ontem aqui por causa de redes sociais (…) eu tenho 60 anos, mais de 30 anos de vida pública, para ter meu nome jogado na lama dessa maneira? Eu não posso aceitar isso, em respeito a essa Casa e ao meu mandato”, completou. 

Confira a íntegra do pronunciamento: 

A denúncia apresentada por André Fernandes diz que o deputado foi eleito com apoio de organização criminosa. Em troca, durante o mandato, deveria criar projeto que favorecesse a atividade de lavagem de dinheiro, executada pela facção. O Projeto de Lei em questão se refere à regulamentação de jogos eletrônicos no Ceará. "Continuarei com meu trabalho e principalmente com meu projeto que regulariza o esporte eletrônico que, além de já ser lei em outros estados, está em discussão no Senado Federal. Esse projeto foi uma demanda de muitos jovens, que querem o e-Sport como fonte de renda, educação e ingresso no mercado de trabalho! Não deixaremos nada abalar o nosso compromisso com as pessoas e com cada voto que recebi para trabalhar pelo povo", escreveu. 

André Fernandes protocolou denúncia contra Nezinho Farias no Ministério Público do Ceará. 

Durante a manhã, André Fernandes não apareceu no plenário. Na última semana, o parlamentar já tinha feito denúncias genéricas contra parlamentares na Assembleia Legislativa  por supostas ligações com facções criminosas. Como não apresentou provas, nem tinha citado nomes, despertou a revolta de muitos deputados, que já cobravam levar o parlamentar ao Conselho de Ética da Casa por quebra de decoro. A postura de André Fernandes em plenário custou a ele, inclusive, a destituição da presidência municipal do PSL. Vários partidos aqui na Assembleia Legislativa já se movimentam para acionar o Conselho de Ética contra o deputado estadual André Fernandes, do PSL. O PDT de Nezinho Farias é o primeiro deles.

O diretório estadual do PDT repudiou a denúncia apresentada por André Fernandes: "O Partido Democrático Trabalhista do Ceará (PDT/CE) vem a público repudiar denúncia infundada apresentada pelo deputado André Fernandes (PSL) contra a honra e o trabalho político do deputado estadual Nezinho Farias (PDT). Ao se utilizar, de forma leviana, de um projeto que cuida da regulamentação de esportes eletrônicos (e-Sports), fomentador de emprego, renda e inclusão de jovens, o deputado André Fernandes demonstra falta de decoro e compromisso com a ética e a verdade, atacando não só o deputado Nezinho, mas todos os parlamentares que integram a Assembleia Legislativa do Estado do Ceará e o próprio PDT". 

 

 
VEJA TAMBÉM
 
 
 
 

AV. DESEMBARGADOR MOREIRA 2565
DIONÍSIO TORRES CEP: 60.170-002
FORTALEZA-CEARÁ | FONE: (85) 3198.8888
CNEWS@TVCIDADEFORTALEZA.COM.BR
SIGA O CNEWS
COMO ANUNCIAR
DESENVOLVIMENTO