NOTICIAS | BRASIL

Capitão Wagner diz não admitir ser chamado de mentiroso

A fala do deputado veio em seguida o Palácio do Planalto negar a informação de aliados sobre o recuo no corte do orçamento da Educação
Postado em 15/05/2019 | 15:23

              

O deputado federal Capitão Wagner (Pros), disse ontem (14), no Plenário da Câmara dos Deputados, em Brasília, que não admite ser chamado de mentiroso. A fala do deputado veio logo em seguida o Palácio do Planalto negar a informação de aliados do Governo, de que Jair Bolsonaro PSL), teria recuado de cortar o orçamento do Ministério da Educação (MEC).

Bolsonaro teria ligado para o ministro da Educação, Abraham Weintraub, e dado a ordem para suspender os cortes no orçamento da pasta. A ligação do presidente teria sido presenciada por aliados que estavam em uma reunião com Jair Bolsonaro.

Após essa informação ser veiculado, o Palácio do Planalto e a Casa Civil, desmentiram a informação passada pelos próprios aliados do Governo Federal. Nesta quarta-feira (15), professores e estudantes do ensino federal, estadual e municipal de todo o país, participaram de manifestações no Dia Nacional de Greve na Educação.

Em Fortaleza, mais de 100 mil pessoas participaram do ato que começou por volta de 5h, quando universitários fecharam a Avenida da Universidade, no Benfica, com cadeiras. O presidente Jair Bolsonaro criticou os manifestantes que realizaram manifestações contra o corte no orçamento do MEC. Bolsonaro chegou a chamar os manifestantes de imbecis e idiotas inúteis.

 

 
VEJA TAMBÉM
 
 
 
 
AV. DESEMBARGADOR MOREIRA 2565
DIONÍSIO TORRES CEP: 60.170-002
FORTALEZA-CEARÁ | FONE: (85) 3198.8888
CNEWS@TVCIDADEFORTALEZA.COM.BR
SIGA O CNEWS
Facebook Google Plus Twitter Youtube Instagram
COMO ANUNCIAR
DESENVOLVIMENTO