NOTICIAS | POLÍCIA

Mais um suspeito de roubar carga de explosivos é preso

As investigações apontam que os artefatos seriam utilizados nos ataques criminosos ocorridos no começo do ano
Postado em 11/02/2019 | 14:34

Foto: Divulgação/Polícia Civil 

A Polícia Civil capturou mais um suspeito de envolvimento no roubo da carga de explosivos, ocorrido em dezembro do ano passado, em Aquiraz, Região Metropolitana de Fortaleza. O material foi apreendido em duas ações realizadas pelas forças de segurança durante o mês de janeiro. As investigações apontam que os artefatos seriam utilizados nos ataques criminosos ocorridos no começo do ano. 

Foto: Divulgação

Francisco Antônio Pinheiro (34), conhecido pela alcunha de “Chico Bento”, é apontado como motorista que deu cobertura à ação criminosa, que contou com a participação direta de outros três suspeitos. A prisão de “Chico Bento” aconteceu no Barroso, em Fortaleza. Ele se junta a outros sete suspeitos que se encontram presos pelo crime. 

Conforme levantamentos policiais, “Chico Bento” estava na direção do carro que abordou o motorista do caminhão que levava a carga de explosivos. A ação criminosa aconteceu num trecho da Estrada da Coluna, no município de Aquiraz, na Região Metropolitana de Fortaleza. A Polícia Civil identificou o suspeito e outros três partícipes na cena do crime. São eles: José Gil Ferreira da Silva (22), conhecido por “Tizil”, preso em Quixadá,  Welyson Nogueira Fernandes Gomes (21), conhecido por “Cueca”, que se encontra foragido; e um quarto suspeito identificado apenas como “Negão”.

Com vasta ficha criminal pelos crimes de lesão corporal, injúria, ameaça, roubo, receptação, associação criminosa, resistência, desobediência, desacato, corrupção ativa, violência doméstica, perturbar o sossego alheio, crime contra a ordem econômica, crime ambiental e crime de trânsito, “Chico Bento” foi indiciado por roubo, receptação e por integrar organização criminosa.

Anteriormente, um homem e uma mulher foram presos sob suspeita de armazenar parte do explosivos roubados. O material foi apreendido na Granja Lisboa, em Fortaleza. Milene Constantino dos Santos (20) e Ackel Jarley Bezerra Ferreira (35) devem responder por receptação e associação criminosa. 

A primeira parte dos artefatos, cerca de cinco toneladas, foi apreendida no Jangurussu, em Fortaleza. De acordo com policiais civis, a apreensão aconteceu durante busca por integrantes de uma organização criminosa. 

 

 
VEJA TAMBÉM
 
 
 
 
AV. DESEMBARGADOR MOREIRA 2565
DIONÍSIO TORRES CEP: 60.170-002
FORTALEZA-CEARÁ | FONE: (85) 3198.8888
CNEWS@TVCIDADEFORTALEZA.COM.BR
SIGA O CNEWS
Facebook Google Plus Twitter Youtube Instagram
COMO ANUNCIAR
DESENVOLVIMENTO