NOTICIAS | CEARÁ

Tragédia de Milagres completa dois meses sem solução

Clima de insegurança ainda prevalece no município do Cariri cearense
Postado em 08/02/2019 | 20:42

Foto: WhatsApp/TV Cidade

A aposentada Maria Simeão de Araújo foi vítima de uma saidinha bancária. Depois de sacar R$ 2 mil no banco, ela foi abordada por um casal em um quarteirão próximo, no Centro de Milagres, região do Cariri. A agência foi um dos alvos dos bandidos na madrugada de 7 de dezembro. Mais de 60 dias se passaram, mas o clima de insegurança ainda prevalece. 

A Tragédia de Milagres, como ficou conhecida, deixou 14 pessoas mortas durante uma tentativa de assalto aos bancos do município. Moradores da cidade ainda convivem com as marcas da madrugada sangrenta. "No primeiro mês foi mais difícil, agora está voltando ao normal, mas ninguém esqueceu e vai esquecer", comenta a comerciante Cícera Maria da Silva. 

Leia também: Pernambuco quer federalizar investigação sobre Milagres

                       Envolvidos na Tragédia de Milagres voltam a trabalhar

Dois meses se passaram e o caso ainda não foi solucionado. Desde o princípio, o inquérito seguiu sob sigilo. A Secretaria de Segurança Pública e Defesa Social (SSPDS) nomeou uma comissão para apurar as circustâncias do episódio. Por meio de nota, a pasta afirmou que irá se manifestar em momento oportuno para não comprometer as investigações. 

 

 
VEJA TAMBÉM
 
 
 
 

AV. DESEMBARGADOR MOREIRA 2565
DIONÍSIO TORRES CEP: 60.170-002
FORTALEZA-CEARÁ | FONE: (85) 3198.8888
CNEWS@TVCIDADEFORTALEZA.COM.BR
SIGA O CNEWS
Facebook Google Plus Twitter Youtube Instagram
COMO ANUNCIAR
DESENVOLVIMENTO