NOTICIAS | POLÍTICA

Justiça decreta quebra do sigilo bancário de parlamentar

Pedro Bezerra intermediou diversos pagamentos sem ocupar cargo na Prefeitura de Juazeiro do Norte
Postado em 22/01/2019 | 15:35
Foto: João Ricardo/PTB

A Justiça determinou a quebra dos sigilos bancário e fiscal do prefeito de Juazeiro do Norte, no Cariri, José Arnon Cruz Bezerra de Menezes, e dos secretários municipais Evaldo Soares de Souza (Finanças); Francimones Rolim de Albuquerque (Saúde); da ex-secretária de Saúde de Juazeiro do Norte, Maria Nizete Tavares Alves; do filho do prefeito e deputado federal diplomado, Pedro Augusto Geromel Bezerra de Menezes; e da filha do prefeito e sócia do Laboratório Vidas Ltda., Elise Geromel Bezerra de Menezes.

A decisão atende a uma Ação Cautelar Preparatória de Improbidade Administrativa com base no Inquérito Civil Público que apura supostas irregularidades no Contrato de Gestão firmado entre o município de Juazeiro do Norte e o Instituto Médico de Gestão Integrada (IMEGI) para gestão do Hospital e Maternidade São Lucas e da Unidade de Pronto Atendimento (UPA) do bairro Limoeiro.

Por esta razão, a Justiça também determinou, a pedido do MPCE, a quebra dos sigilos bancário e fiscal do superintendente do IMEGI (Organização Social responsável pela gestão do Hospital e Maternidade São Lucas e da UPA do bairro Limoeiro), Aluísio Almeida Santos; do diretor do Hospital São Raimundo, no Crato, Valério Roberto Faheina Júnior; da presidente da Fundação Leandro Bezerra de Menezes, Marineide Gomes de Farias; e das empresas Lavanderia e Desinfecção Cearense Ltda - TOP Clean; KRR de Figueiredo ME – Talimpo e de seu sócio Kleikson Ricelly Rodrigues de Figueiredo; Liderar Comércio, Serviços e Representações Ltda.; Laboratório Vidas Ltda. e Fundação Leandro Bezerra de Menezes (matriz e filial).

Com a Operação “Voto Livre”, desencadeada pela Delegacia da Polícia Federal em Juazeiro do Norte, a partir de Inquérito Policial Eleitoral presidido pela delegada federal Josefa Maria Lourenço, novas informações foram juntadas ao Inquérito Civil, notadamente o teor de conversas mantidas através do aplicativo WhatsApp, obtidas a partir do cumprimento de mandados de busca e apreensão dos aparelhos celulares dos investigados por crimes eleitorais. 

Relembre a operação Voto Livre, desencadeada em dezembro do ano passado: 

As investigações apontam que o Instituto Médico de Gestão Integrada contratou, indevidamente, empresas e instituições pertencentes, formal ou informalmente, a familiares do prefeito Arnon Bezerra, para prestação dos seguintes serviços: lavanderia, exames laboratoriais, conservação e higienização do Hospital e da UPA, bem como consultoria. 

A investigação constatou que para a prestação de serviços de lavanderia dos citados equipamentos públicos de saúde foi contratada a Lavanderia Top Clean, em que figura como sócio majoritário e administrador o filho do prefeito, o deputado federal Pedro Bezerra. Ele também aparece intermediando diversos pagamentos destinados ao IMEGI junto ao município, mesmo sem ocupar cargo público. 

Procurada, a Prefeitura de Juazeiro do Norte informou que "reitera seu interesse em tornar sempre transparente e públicos todos os procedimentos relacionados à administração pública e que trabalha para garantir transparência e respeito à população sobre os atos administrativos". 

 
VEJA TAMBÉM
 
 
 
 
AV. DESEMBARGADOR MOREIRA 2565
DIONÍSIO TORRES CEP: 60.170-002
FORTALEZA-CEARÁ | FONE: (85) 3198.8888
CNEWS@TVCIDADEFORTALEZA.COM.BR
SIGA O CNEWS
Facebook Google Plus Twitter Youtube Instagram
COMO ANUNCIAR
DESENVOLVIMENTO