NOTICIAS | POLÍCIA

Camilo telefona para Moro e pede Força Nacional

Ao todo, nove pessoas foram autuadas e outras três estão sob investigação, segundo governador
Postado em 03/01/2019 | 15:11
Foto: Divulgação/Governo do Estado

O governador Camilo Santana se manifestou sobre a série de ataques a coletivos e danos ao patrimônios registrados no Ceará. O chefe de Estado disse ter ligado nesta quinta-feira (3) para o ministro da Justiça e Segurança Pública, Sérgio Moro, e solicitou o apoio da Força Nacional para combater as ações criminosas. Ao todo, nove pessoas foram autuadas e outras três estão sob investigação.

O governador disse ter se reunido com a cúpula da Segurança Pública e do Sistema Penitenciário. Com isto, ficou decidido: 

1. a nomeação imediata da turma de 220 novos agentes penitenciários, antes prevista para março;

2. a imediata nomeação dos 373 novos policiais militares, já formados, para atuação nas ruas. 

Por telefone, Moro disse a Camilo que estava disposto a colaborar com o Governo do Estado. "Entendo que o crime organizado ultrapassou as divisas dos estados e que, somente com a ação conjunta dos Estados com o Governo Federal, iremos vencer esse desafio", justificou o governador. 

Leia o posicionamento de Camilo na íntegra: 

 

Leia também: Família escapa do fogo enquanto assistia TV no quarto

                       Ataques não cessam durante a tarde; Onze são capturados

 
VEJA TAMBÉM
 
 
 
 
AV. DESEMBARGADOR MOREIRA 2565
DIONÍSIO TORRES CEP: 60.170-002
FORTALEZA-CEARÁ | FONE: (85) 3198.8888
CNEWS@TVCIDADEFORTALEZA.COM.BR
SIGA O CNEWS
Facebook Google Plus Twitter Youtube Instagram
COMO ANUNCIAR
DESENVOLVIMENTO