NOTICIAS | POLÍCIA

Suspeito de planejar "Chacina das Cajazeiras" é preso

O massacre é considerado o maior da história do Ceará. Na ocasião, 14 pessoas foram mortas em um clube de forró
Postado em 05/07/2018 | 19:01

Foto: Arquivo pessoal 

Um homem suspeito de ser um dos mandantes das mortes de 14 pessoas, ocorridas no dia 27 de janeiro deste ano, no bairro Cajazeiras, em Fortaleza, foi preso na tarde desta quinta-feira (5), no bairro Parangaba. Misael de Paula Moreira (26) figurava na lista dos mais procurados no Ceará. 

De acordo com a Secretaria de Segurança Pública e Defesa Social (SSPDS), Misael foi encontrado em um carro modelo Jeta, cor preta, na rua Eduardo Perdigão. Com ele, os policiais apreenderam uma pistola calibre 9 mm; dois carregadores, totalizando 31 munições; dois aparelhos celulares e R$ 1.400,00 em espécie.

Equipes da da Coordenadoria de Inteligência (Coin) da SSPDS acompanhavam o suspeito e acionaram os militares do Comando Tático Motorizado (Cotam) do Batalhão de Polícia de Choque (BPChoque), quando este estava próximo ao ginásio esportivo da Parangaba. Com a aproximação dos policiais, Misael tentou fugir, mas acabou detido. 

O homem estava acompanhado de um casal, que também foi levado para a sede da Delegacia de Repressão às Ações Criminosas Organizadas (Draco), no Bairro de Fátima. A participação da dupla no crime será investigada. 

Quixeramobim

Na última semana, quatro pessoas foram mortas de um acampamento em Quixeramobim, no interior do Estado. Foi o quinto massacre registrado no ano. Um dia depois, um suspeito foi preso a um quarteirão do local do crime

Leia também:

Forró do Gago será transformado em templo religioso

"Fortaleza pede paz", diz mensagem escrita no Forró do Gago

Vídeo mostra casa de shows momentos antes de chacina

Cinco chacinas com 39 mortos, marcam o primeiro semestre

Suspeito estava entre os mais procurados

 
VEJA TAMBÉM
 
 
 
 

AV. DESEMBARGADOR MOREIRA 2565
DIONÍSIO TORRES CEP: 60.170-002
FORTALEZA-CEARÁ | FONE: (85) 3198.8888
CNEWS@TVCIDADEFORTALEZA.COM.BR
SIGA O CNEWS
Facebook Google Plus Twitter Youtube Instagram
COMO ANUNCIAR
DESENVOLVIMENTO