NOTICIAS | CEARÁ

Advogado pede R$ 1 milhão por danos morais

A mãe de Dandara afirmou que agentes de segurança foram negligentes com sua filha
Postado em 13/06/2018 | 18:38

Foto: Reprodução/TV Cidade

A defesa da família da travesti Dandara dos Santos, assassinada no ano passado, entrou com uma ação contra o Estado do Ceará, com pedido de indenização por dano moral de R$ 1 milhão. O advogado Hélio Leitão, que representa os interesses da mãe da vítima, Francisca Ferreira de Vasconcelos, justifica que houve falha na prestação do serviço de segurança pública. 

De acordo com a defesa, existem provas de que "a demora no atendimento da ocorrência registrada na Coordenadoria Integrada de Operações de Segurança (Ciops) contribuiu, decisivamente, para o agravamento da situação de Dandara", diz documento. Em um pouco mais de uma hora, foram feitas várias ligações, mas nenhuma delas foi atendida. 

O crime repercutiu internacionalmente, devido a um vídeo gravado pelos condenados e publicado nas redes sociais. Em abril deste ano, em um julgamento considerado histórico, cinco réus foram condenados a 83 anos de reclusão. Apesar disto, duas pessoas ainda estão foragidas. 

Um ano após o crime, a mãe de Dandara participou do Cidade 190. No programa, reconheceu a demora para sua filha ser atendida. "Meu filho morreu por transfobia e por negligência da Polícia", desabafou. "Ninguém compareceu. Lá é o local dos terroristas, a Polícia não chega nem perto. Não foram com medo", disse. 

 

 
VEJA TAMBÉM
 
 
 
 

AV. DESEMBARGADOR MOREIRA 2565
DIONÍSIO TORRES CEP: 60.170-002
FORTALEZA-CEARÁ | FONE: (85) 3198.8888
CNEWS@TVCIDADEFORTALEZA.COM.BR
SIGA O CNEWS
Facebook Google Plus Twitter Youtube Instagram
COMO ANUNCIAR
DESENVOLVIMENTO