NOTICIAS | CEARÁ

Bancários discutem paralisar atividades

É a primeira campanha salarial após a sanção da nova legislação trabalhista, sancionada no ano passado
Postado em 13/06/2018 | 14:17

Foto: Arquivo 

Os bancários do Ceará discutem a campanha salarial deste ano, a primeira após a sanção da nova legislação trabalhista, em vigor desde novembro de 2017. Em assembleia realizada esta semana, a categoria aprovou reivindicações que foram entregues aos empresários, nesta quarta-feira (13). Os trabalhadores, inclusive, pensam em paralisações, caso não haja acordo com os bancos. 

Constam da pauta, a defesa dos direitos previstos na Convenção Coletiva de Trabalho (CCT) e a defesa da categoria, ameaçada pelos novos tipos de contratos previstos na lei (terceirização irrestrita, trabalho intermitente, autônomo, hipersuficiência). A defesa dos empregos, com a proibição das demissões em massa; das homologações realizadas nos sindicatos (para garantir que os bancários recebam tudo que lhes é devido em caso de demissão); a manutenção da mesa única de negociações entre bancos públicos e privados e a defesa de bancos públicos, que segundo o Sindicato dos Bancários do Ceará, estão ameaçados. 

A pauta de reivindicações prevê também reajuste com o índice da inflação mais aumento real de 5% para salários e demais verbas; e cláusula prevendo que as novas modalidades de jornada e contratações da lei trabalhista só poderão ser feitas por meio de negociação com o Comando Nacional dos Bancários.

Leia também: Teste em agência bancária assusta moradores de Caucaia

 

 
VEJA TAMBÉM
 
 
 
 

AV. DESEMBARGADOR MOREIRA 2565
DIONÍSIO TORRES CEP: 60.170-002
FORTALEZA-CEARÁ | FONE: (85) 3198.8888
CNEWS@TVCIDADEFORTALEZA.COM.BR
SIGA O CNEWS
Facebook Google Plus Twitter Youtube Instagram
COMO ANUNCIAR
DESENVOLVIMENTO