NOTICIAS | POLÍCIA

Travesti é morta a facadas em Maranguape

Vítima era usuária de drogas. Polícia investiga motivação do crime
Postado em 02/04/2018 | 11:53

Uma travesti, de 28 anos, identificada como Elvira, foi morta a facadas na rua Pedro Mendes Vasconcelos, no bairro Novo Maranguape, em Maranguape, Região Metropolitana de Fortaleza. A vítima foi agredida com chutes e socos, antes de ser esfaqueada.

Segundo a mãe da vítima, que preferiu não se identificar, a jovem morava sozinha, na rua Belém, perto de onde o crime aconteceu. A mãe informou aos policiais que Elvira era usuária de drogas há cerca de nove anos. 

Segundo a Divisão de Homicídio e Proteção à Pessoa (DHPP) ainda não se sabe se o homicídio foi motivado por um possível acerto de contas. A polícia informou que não descarta a possibilidade de crime passional. Até o momento, ninguém foi preso.

Um balanço da Rede Trans, ONG que acompanha casos de violência contra LGBTS, duas pessoas trans foram mortas este ano no Ceará. Entretanto, o número pode ser maior. O Centro de Referência Janaína Dutra, em Fortaleza, informou que os dados referentes a 2018 são sistematizados, mas no ano passado, 32 pessoas LGBTs (Lésbicas, Gays, Bissexuais, Travestis e Transexuais) foram mortas no Ceará. Destas, 20 eram mulheres travestis ou transexuais. 

Caso semelhante

No dia 15 de fevereiro de 2017, por volta das 17 horas, no bairro Bom Jardim, Dandara, foi espancada com socos, chutes e pauladas por homens. Posteriormente, foi atingida com dois tiros e uma forte pedrada na cabeça, o que resultou em sua morte. As cenas foram gravadas por celular e divulgadas em redes sociais.

 

 

 
VEJA TAMBÉM
 
 
 
 

AV. DESEMBARGADOR MOREIRA 2565
DIONÍSIO TORRES CEP: 60.170-002
FORTALEZA-CEARÁ | FONE: (85) 3198.8888
CNEWS@TVCIDADEFORTALEZA.COM.BR
SIGA O CNEWS
Facebook Google Plus Twitter Youtube Instagram
COMO ANUNCIAR
DESENVOLVIMENTO