NOTICIAS | POLÍCIA

Corpos de mulheres desaparecidas são encontrados decapitados

O crime foi filmado e divulgado nas redes sociais. Três pessoas foram presas
Postado em 09/03/2018 | 10:12

Foto: Iva Soares/TV Cidade

Os corpos das três mulheres que foram mortas em uma região de mangue, no Parque Leblon, em Caucaia, foram localizados pela polícia na manhã desta sexta-feira (9). As mulheres foram torturas, mutiladas e assassinadas. Os corpos foram encontrados decapitados, em uma cova rasa, com folhas cobrindo os restos mortais. 

De acordo com Sônia Silva, perita da Perícia Forense do Ceará, uma das mulheres estava com o braço amputado. 

O local onde os corpos estavam escondidos tinha um acesso complicado. Segundo os peritos, os cadáveres foram encontrados com ajuda dos três suspeitos que foram presos anteriormente. 

A cena do crime foi toda filmada e divulgada nas redes sociais, fato que possibilitou a polícia de identificar o local do crime. As mortes, conforme a Polícia Civil, ocorreram no último final de semana, mas o fato só foi descoberto na noite de terça-feira (6), quando as buscas pelos crpos foram iniciadas.

Os corpos foram encontrados por equipes do Corpo de Bombeiros. Agora, uma equipe da Perícia Forense (Pefoce) fará a retirada dos corpos.

                

Prisões

Três homens foram presos por suspeita de terem cometido os homicídios. Diego Alves Fernandes (21), foi um dos presos. Ele teria sido o homem que aparece em imagens que estão com a Polícia Civil. Sua prisão aconteceu após denúncias anônimas. Ainda foram presos, Luiz Alexandre Alves (23) e Antônio Honorato dos Santos (42). Um adolescente de 17 anos foi apreendido. Uma quinta pessoa, identificada como Alisson Oliveira Borges (19), conseguiu fugir. 

De acordo com o delegado Marciliano Ribeiro, que escutou os suspeitos, as mortes tem relação com a disputa de território por facções criminosas. 

 

 
VEJA TAMBÉM
 
 
 
 

AV. DESEMBARGADOR MOREIRA 2565
DIONÍSIO TORRES CEP: 60.170-002
FORTALEZA-CEARÁ | FONE: (85) 3198.8888
CNEWS@TVCIDADEFORTALEZA.COM.BR
SIGA O CNEWS
Facebook Google Plus Twitter Youtube Instagram
COMO ANUNCIAR
DESENVOLVIMENTO