NOTICIAS | CEARÁ

Ciopaer realizou mais de 1.600 missões em 2017

Ao todo, a Coordenadoria soma 1.791 horas voadas
Postado em 06/01/2018 | 11:09

Foto: Divulgação/Ciopaer 

A Coordenadoria Integrada de Operações Aéreas (Ciopaer) realizou em 2017, com sua frota de sete aeronaves, 1.616 missões, com 1.791 horas voadas. O número de missões é praticamente o mesmo de 2016, quando foram realizadas quatro missões a mais, porém o número de horas de voo supera em 155 o ano anterior, o que significa um crescimento nos principais tipos de atuação da Coordenadoria.

Com uma frota composta por duas aeronaves equipadas com Unidade de Terapia Intensiva (UTI) aérea e uma equipe de dois médicos e dois enfermeiros do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu/CE), a Ciopaer ganhou reforço no número de atendimentos de resgate e remoção aeromédicas após a implantação do serviço na Base Cariri. Por causa disso, as missões envolvendo esse tipo de operação registraram um acréscimo de 34%, saindo de 68 missões, em 2016, para 91 no ano passado. Já o número de pessoas transportadas em decorrência de afogamentos cresceu 145%, de 11 para 27 operações, em 2017. A unidade aérea também registrou aumento em apoio a operações policiais em todo o Estado. Foram 156 atuações no ano passado diante das 191, em 2017, representando um crescimento de 22%.

Para o coordenador da Ciopaer, o delegado de Polícia Civil, Aristóteles Tavares Leite, estes números mostram que, mesmo com o acumulado de horas voadas e missões cumpridas, comparando-se os anos de 2016 e 2017, percebe-se o aumento nos principais atendimentos, mostrando um uso mais racional e mais efetivo dos meios aéreos do Estado. “Estes números refletem o emprego adequado das aeronaves, que trouxeram resultados mais eficientes, cumprindo muito bem as missões de suporte à vida humana e de apoio aos policiais em terra”, afirmou o gestor da Ciopaer.

Para 2018, a Coordenadoria espera que os números sejam ainda mais expressivos quanto ao cumprimento das missões da unidade aérea da SSPDS, com a entrada em operação de duas novas aeronaves e a abertura de uma base aérea no Sertão Central, no município de Quixadá. Com a chegada da nova base, há expectativa de incremento de até 20% nas missões de natureza exclusivamente policial, notadamente no Interior do Estado. “O mais importante não é o número de horas voadas, mas o correto planejamento dos voos e das missões para que se possa obter o melhor custo-benefício para o Estado e os melhores resultados para a sociedade”, completa o delegado Tavares.

 
VEJA TAMBÉM
 
 
 
 

AV. DESEMBARGADOR MOREIRA 2565
DIONÍSIO TORRES CEP: 60.170-002
FORTALEZA-CEARÁ | FONE: (85) 3198.8888
CNEWS@TVCIDADEFORTALEZA.COM.BR
SIGA O CNEWS
Facebook Google Plus Twitter Youtube Instagram
COMO ANUNCIAR
DESENVOLVIMENTO