NOTICIAS | POLÍCIA

Bandidos atiram em viatura da PM na Babilônia

Desde o começo da semana, moradores são expulsos da comunidade por traficantes
Postado em 05/01/2018 | 15:02

Foto: Reprodução/TV Cidade

As forças de Segurança do Estado do Ceará intensificaram as ações na comunidade Babilônia esta semana. O reforço acontece após muros serem pichados com ordens, supostamente atribuídas a membros de facção criminosa. As pichações ordenavam que os moradores deixassem imediatamente suas residências, sob pena de morte. Nesta sexta-feira (5), uma viatura da Polícia Militar que dava suporte aos poucos residentes que não obedeceram à determinação, foi alvo de criminosos. 

De acordo com o relato de uma testemunha que teve sua identidade preservada, os disparos aconteceram na rua Nova Conquista. Apesar do susto, nenhum tiro atingiu o carro ou os policiais, que ainda fizeram uma varredura no entorno. 

Um morador comentou sobre a situação que a comunidade vive, em entrevista ao Cidade 190/TV Cidade:

Policiais do Batalhão de Policiamento de Rondas de Ações Intensivas e Ostensivas (BPRaio) e do Comando Tático Motorizado (Cotam) realizam buscas e fazem a segurança na área. 

Ainda ontem, a Polícia divulgou a prisão de dois homens e uma mulher, suspeitos de realizar pichações com ameaças a moradores da rua São Cipriano. Com o trio, foram apreendidas duas armas de fogo, balanças de precisão e entorpecentes. 

Em nota, o Ministério Público do Ceará comentou sobre o conflito na região da Babilônia. Leia a íntegra: 
"O Ministério Público do Estado do Ceará (MPCE) está acompanhando a situação dos moradores do Barroso II através do Programa de Apoio ao Sistema Prisional (PROASP), do Grupo de Atuação Especial de Combate às Organizações Criminosas (GAECO) e do Núcleo de Investigação Criminal (NUINC). A instituição há tempos vem fazendo um levantamento das ações desenvolvidas por facções criminosas no Estado e recentemente desencadeou a operação Saratoga, desarticulando uma organização criminosa que vinha sendo monitorada desde 2015 pelo GAECO, com a prisão de 53 pessoas pertencentes ao crime organizado. Outras ações deverão ser desencadeadas com este mesmo desiderato tão logo sejam ultimadas investigações em curso que vêm sendo realizadas principalmente pelo GAECO, NUINC e órgãos de inteligência da Secretaria da Segurança Pública e Defesa Social (SSPDS)".

 

 

 
VEJA TAMBÉM
 
 
 
 

AV. DESEMBARGADOR MOREIRA 2565
DIONÍSIO TORRES CEP: 60.170-002
FORTALEZA-CEARÁ | FONE: (85) 3198.8888
CNEWS@TVCIDADEFORTALEZA.COM.BR
SIGA O CNEWS
Facebook Google Plus Twitter Youtube Instagram
COMO ANUNCIAR
DESENVOLVIMENTO