NOTICIAS | POLÍTICA

Fachin bloqueia R$ 13 mi e abre novo inquérito contra Geddel

O novo inquérito é pelo crime de peculato
Postado em 07/12/2017 | 07:09

O ministro do Supremo Tribunal Federal (STF) Edson Fachin determinou nesta quarta-feira (6) o bloqueio de R$ 13 milhões de empresas ligadas à família do ex-ministro Geddel Vieira Lima.

Na mesma decisão, Fachin determinou também abertura de um novo inquérito contra Geddel Vieira Lima pelo crime de peculato, relacionado à apreensão, pela Polícia Federal (PF), dos R$ 51 milhões em um apartamento em Salvador.

Edson Fachin atendeu, o pedido de bloqueio de cerca de R$ 13 milhões que, segundo a acusação, teriam sido lavados pelo deputado Lúcio Vieira Lima, pelo ex-ministro Geddel Vieira Lima, pela mãe e por Luiz Machado.

A Procuradoria-Geral da República (PGR) analisará se houve apropriação de até 80% dos salários de Job Brandão, como assessor dos políticos na Câmara dos Deputados. O próprio Job fez a acusação. Ele é um dos denunciados no inquérito.

Na última segunda-feira (4), a PGR denunciou a família Viera Lima por lavagem de dinheiro e associação criminosa. Também foram denunciados pelos mesmos crimes a mãe de Geddel e um ex-assessor do deputado, Job Brandão.

Com informações das agências

 
VEJA TAMBÉM
 
 
 
 

AV. DESEMBARGADOR MOREIRA 2565
DIONÍSIO TORRES CEP: 60.170-002
FORTALEZA-CEARÁ | FONE: (85) 3198.8888
CNEWS@TVCIDADEFORTALEZA.COM.BR
SIGA O CNEWS
Facebook Google Plus Twitter Youtube Instagram
COMO ANUNCIAR
DESENVOLVIMENTO