NOTICIAS | POLÍCIA

Mulheres são torturadas e assassinadas na Barra do Ceará

Após discussão em coletivo, jovens foram torturadas e assassinadas na Barra do Ceará
Postado em 17/09/2017 | 16:33

Os corpos de Luziara Rodrigues do Santos de 16 anos e Carolina Moraes de Melo de 23 anos foram encontrados na manhã deste domingo (17) na Rua Manoel Gadelha, no Morro do Santiago que fica na Barra do Ceará. Os corpos estavam com sinais de tiros. Segundo a família de uma das jovens, os cabelos delas foram cortados e elas tiveram as siglas de uma facção criminosa escritas de tinta azul.

Os corpos foram reconhecidos hoje a tarde na Coordenadoria de Medicina Legal. De acordo com a família de Luziara, ela saiu no sábado à noite dizendo que iriam à uma festa na avenida Beira mar, na praia de Iracema. Para chegar a esta festa ela pegou o coletivo Grande Circular, junto com outras sete garotas. "Só que no coletivo estavam oito homens e quatro mulheres com camisas do Fortaleza, que vinham de um jogo de futebol. Foi aí que houve um desentendimento pelo fato das meninas serem do Padre Andrade e eles do Morro do Santiago, bairros rivais, onde há brigas de facções", narrou uma pessoa da família de Luziara que não quis se identificar.

Ainda de acordo com a família de Luziara, as duas jovens foram então arrastadas pelas roupas e pelos cabelos do coletivo na avenida Radialista José Lima Verde, embaixo da Ponte da Barra em direção ao morro e ficou a promessa: que elas seriam assassinadas e os corpos enterrados no Morro.

Hoje pela manhã a foto delas ainda com vida circulou nas redes sociais, com os cabelos cortados e chorando. A família soube da foto no IML. Diante de tamanha violência e brutalidade os familiares clamam por justiça. "Como pode, duas meninas terem sido mortas de maneira tão cruel e por um motivo  desses. Eu quero justiça", disse a familiar de Luziara.

Em Nota a Segurança Pública e Defesa Social (SSPDS) informa que equipes da Divisão de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP) e da Perícia Forense do Estado do Ceará (Pefoce) foram acionadas para o local de um duplo homicídio, de acordo com informações colhidas no local, as vitimas apresentavam sinais de tortura e cabelos raspados, além de pichações na cabeça e em outras partes do corpo. A Polícia Civil do Estado do Ceará (PCCE) iniciou as investigações no local no intuito de elucidar o crime e identificar a autoria delitiva.

 

 

 
VEJA TAMBÉM
 
 
 
 

AV. DESEMBARGADOR MOREIRA 2565
DIONÍSIO TORRES CEP: 60.170-002
FORTALEZA-CEARÁ | FONE: (85) 3198.8888
CNEWS@GRUPOCIDADECE.COM.BR
SIGA O CNEWS
COMO ANUNCIAR
DESENVOLVIMENTO