NOTICIAS | CEARÁ

Total de presos por ataques a ônibus sobe para 16

Ao todo, 23 ônibus foram alvos de criminosos nas últimas 24 horas
Postado em 20/04/2017 | 19:10

Durante entrevista coletiva realizada na tarde desta quinta-feira (20), o secretário de segurança pública do estado, André Costa, informou que subiu para 16 o número de pessoas detidas com suspeitas de participação nos ataques a ônibus e prédios públicos em Fortaleza e na Região Metropolitana. 

Durante entrevista coletiva realizada na tarde desta quinta-feira (20), o secretário de segurança pública do estado, André Costa, informou que subiu para 16 o número de pessoas detidas com suspeitas de participação nos ataques a ônibus e prédios públicos em Fortaleza e na Região Metropolitana. 

O Secretário ainda disse que foi contabilizado um total de 23 ônibus queimados nas últimas 24 horas. Ainda conforme André, três delegacias e duas agências bancárias foram atacadas por criminosos. 

O policiamento foi reforçado e no final da tarde os ônibus começaram a circular em comboios e escoltados por uma viatura da Polícia Militar. O motivo dos ataques, segundo o secretário, ainda está sendo investigado e ressaltou que o sigilo é necessário.  

Onda de terror

Somente na última quarta, 16 coletivos foram incendiados em Fortaleza. De acordo com o secretário de Segurança Pública e Defesa Social (SSPDS), André Costa, oito suspeitos foram detidos. Diversas cartas espalhadas em pontos próximos aos locais onde coletivos foram incendiados, mostram a insatisfação, supostamente de facções criminosas, com a transferência de internos dos complexos prisionais de Fortaleza. As cartas apontam uma possível relação entre os crimes e as mudanças no sistema prisional. Já nesta quinta-feira (20), foram registrados ataques a mais sete veículos. 

Por conta dos ataques, um motorista e um cobrador tiveram queimaduras graves pelo corpo e precisaram ser internados no setor de queimados do Instituto Dr. José Frota (IJF), no Centro. 

Linhas universitárias

A Universidade Federal do Ceará (UFC), por meio da Superintendência de Infraestrutura, informou que, por medida de segurança dos colaboradores e usuários dos ônibus da instituição, os veículos intercampi, que fazem o trajeto entre Fortaleza e adjacências não funcionarão nesta quinta-feira (20). “Toda a frota da UFC atuará reforçando internamente as linhas do campus do Pici até que cessem os ataques a ônibus na capital”, informou. 

Sobre as aulas, a universidade disse que, por enquanto, as atividades foram normalizadas. “Estamos monitorando a situação. Caso haja alguma novidade, divulgaremos no portal da UFC e em todas as nossas mídias sociais”.

Governo e Prefeitura

O governador Camilo Santana e o prefeito Roberto Cláudio se manifestaram sobre os atentados. Enquanto Camilo determinou que o secretário André Costa tome as medidas necessárias para “garantir a segurança da população e restabelecer a normalidade nas ruas”, Roberto Cláudio, que cumpre agenda em Portugal, disse se “solidarizar om todas as pessoas que, lamentavelmente, são afetadas por ações criminosas” na capital. 

 
VEJA TAMBÉM
 
 
 
 

AV. DESEMBARGADOR MOREIRA 2565
DIONÍSIO TORRES CEP: 60.170-002
FORTALEZA-CEARÁ | FONE: (85) 3198.8888
CNEWS@TVCIDADEFORTALEZA.COM.BR
SIGA O CNEWS
Facebook Google Plus Twitter Youtube Instagram
COMO ANUNCIAR
DESENVOLVIMENTO