NOTICIAS | POLÍCIA

Suspeito de matar PM tinha relação conflituosa com a vítima

Israel Vieira Lima Saraiva teria discutido com o cabo Luís Carlos anteriormente
Postado em 20/03/2017 | 14:36
Foto: Arquivo pessoal 

A Polícia Civil do Estado do Ceará, por meio da Divisão de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP), capturou um suspeito de participar do homicídio do cabo da Polícia Militar Luís Carlos Ribeiro de Araújo (49), morto durante o final de semana no bairro Eldorado, em Caucaia, Região Metropolitana de Fortaleza. 

De acordo com as investigações, Israel Vieira Lima Saraiva (20), conhecido como “Lourinho” já havia se desentendido com o policial anteriormente. A causa seria uma discussão entre o agente de segurança e familiares do suspeito. Além deste, mais quatro pessoas são suspeitas de envolvimento com o crime. Dois já foram identificados, mas ninguém foi preso. 

Israel foi preso no comércio da mãe, no bairro Metrópole, em Caucaia, próximo à residência do cabo da Polícia Militar. 

De acordo com a Polícia Civil, preliminarmente não há relação com a morte de um traficante no bairro Aerolândia, em Fortaleza. Após a morte do homem conhecido como “Saboré”, diversas ações criminosas foram registradas, entre elas, ônibus foram queimados na capital. 

O policial foi abordado em casa pelos criminosos, que atiraram contra ele. Luís Carlos foi levado à unidade de saúde, em estado gravíssimo, e morreu após sofrer duas paradas cardíacas. 

De acordo com uma nota divulgada pela Polícia Militar, o cabo estava afastado do serviço ativo  da corporação. “Aos familiares, daremos apoio incondicional, rogando que cada ente querido encontre conforto no orgulho de ter participado da vida deste militar. Manifestamos nossos sentimentos aos amigos e policiais militares pela perda de mais um cidadão de bem e honrado”. 

Núcleo investigará morte de policiais 

Em sua página no Facebook, o secretário André Costa foi questionado por um seguidor sobre a investigação que tratava da morte do cabo da Polícia Militar. Em resposta, o secretário afirmou que será criado um núcleo na Divisão de Homicídios e Proteção às Pessoas (DHPP) para investigar crimes relacionados às mortes de agentes de segurança. “Está sendo dada a devida prioridade em casos de mortes de policiais. Estamos criando um núcleo na DHPP exclusivo para essas investigações. Vamos cuidar do cuidador, proteger o protetor”, explicou. 

 
VEJA TAMBÉM
 
 
 
 

AV. DESEMBARGADOR MOREIRA 2565
DIONÍSIO TORRES CEP: 60.170-002
FORTALEZA-CEARÁ | FONE: (85) 3198.8888
CNEWS@TVCIDADEFORTALEZA.COM.BR
SIGA O CNEWS
Facebook Google Plus Twitter Youtube Instagram
COMO ANUNCIAR
DESENVOLVIMENTO