ESPORTES | FUTEBOL CEARENSE

Biometria pode ser opção para coibir violência nos estádios

Proposta é do Delegado Wilder Brito
Postado em 05/05/2015 | 13:07
Modelo de leitor biométrico, que é usado para controle de acesso (Imagem: Divulgação)
 

Dois dias se passaram e a briga generalizada, promovida na Arena Castelão no último domingo (3), continua em pauta entre os órgãos de segurança do Estado. Uma das medidas citadas como forma de coibir a violência dentro dos estádios, seria a identificação biométrica de torcedores, sugerida pelo delegado Wilder Brito, em reunião com o secretário de Segurança, Delci Teixeira, e o delegado geral, Andrades Júnior.

De acordo com a proposta, clubes e a Federação Cearense de Futebol seriam responsáveis pela aquisição de aparelhos de biometria, que funcionariam na entrada da Arena Castelão e nos pontos de venda de ingresso.

Se for colocado em prática, o projeto prevê o cadastro do torcedor através de foto e dados pessoais. Caso o torcedor seja autuado por vandalismo ou qualquer outro crime, a autuação constará no cadastro e, dessa forma, não conseguirá comprar ingresso ou acessar às dependências da Arena Castelão.

Presos

Antes mesmo de chegarem à Arena Castelão, quatro torcedores do Fortaleza foram presos no bairro Passaré. Entre eles estavam uma mulher e um adolescente.

Carlos Nataniel Barbosa Nunes, Terezinha dos Santos Nascimento e José Nagíbio de Souza Santos foram flagrados com uma arma de fogo. O quarteto participava de uma briga de torcidas e está preso no 16º DP.


 
VEJA TAMBÉM
 
 
 
 

AV. DESEMBARGADOR MOREIRA 2565
DIONÍSIO TORRES CEP: 60.170-002
FORTALEZA-CEARÁ | FONE: (85) 3198.8888
CNEWS@TVCIDADEFORTALEZA.COM.BR
SIGA O CNEWS
Facebook Google Plus Twitter Youtube Instagram
COMO ANUNCIAR
DESENVOLVIMENTO