ESPORTES | FUTEBOL CEARENSE

Presidente do Icasa rebate acusações de Wanderley

França diz que foi um erro da diretoria ter contratado Wanderley e afirmou também que não vai aceitar violência contra ninguém dentro do clube
Postado em 20/04/2019 | 15:22

O presidente do Icasa, Francisco Leite Bezerra, rebateu as acusações do atacante Wanderley de que o Icasa só teria "água e oração", e que o clube não teria bolas suficientes.

França, como é conhecido, disse que não imaginava que o fato ocorrido na última quarta-feira na partida contra o Pacajus iria acontecer. "Levamos 6 bolas pra partida. Na próxima vamos ter que levar 20? Foi um fato isolado". Por causa desse episódio, o técnico Douglas Leite entregou o cargo.

O dirigente disse ter se arrependido de tê-lo contratado. "É lamentável que ele tenha falado isso, mas não é do jeito que ele disse. Wanderley não tem mais condições de atuar em alto nível. Ele não cumpria a rotina de treinos determinada pela comissão técnica".

O mandatário do Verdão do Cariri disse que as dificuldades no Praxedão são imensas. "O dinheiro que tem são os dirigentes que estão botando no clube. São dez milhões de dívidas trabalhistas".

França repudiou tentativas de violência por parte de alguns torcedores. "Ao invés de brigar, melhor é vir pra cá e trabalhar em prol do clube".

Na penúltima colocação do Grupo 'B' da Série 'B' do Campeonato Cearense, com 1 ponto, o Icasa volta a campo hoje, 20, às 16h, no estádio Inaldão, em Barbalha, contra o Crato.

 
VEJA TAMBÉM
 
 
 
 

AV. DESEMBARGADOR MOREIRA 2565
DIONÍSIO TORRES CEP: 60.170-002
FORTALEZA-CEARÁ | FONE: (85) 3198.8888
CNEWS@TVCIDADEFORTALEZA.COM.BR
SIGA O CNEWS
Facebook Google Plus Twitter Youtube Instagram
COMO ANUNCIAR
DESENVOLVIMENTO