ESPORTES | FUTEBOL

Fifa aprova Copa do Mundo com 48 equipes

Sindicatos de atletas e técnicos como Guardiola e Joachim Löw criticaram a medida
Postado em 10/01/2017 | 08:12
Ampliação era uma promessa do italiano Gianni Infantino, presidente da Fifa (Foto: reprodução Internet)

Agora é oficial. Foi aprovada nesta terça-feira (10), pelo Conselho da Fifa, a ampliação do número de países que disputarão a Copa do Mundo. Com a decisão, tomada em Zurique, na Suíça, os mundiais passam a ter, a partir de 2026, 48 e não mais 32 participantes.

A mudança foi aprovada pelo comitê em uma votação realizada na sede da entidade, um dia após a premiação que consagrou Cristiano Ronaldo como melhor jogador do planeta em 2016. A ampliação era uma promessa do presidente da entidade, o italiano Gianni Infantino. Segundo o dirigente, há um apoio “unânime” para inflar a Copa do Mundo, que desde 1998 é disputada por 32 equipes.

A partir de 2026, o torneio terá o formato de 16 grupos com três equipes cada, provavelmente com as duas melhores avançando para o mata-mata. Com esse modelo, serão 80 partidas, 25% a mais que as atuais 64.

O objetivo da Fifa seria turbinar a arrecadação com direitos televisivos e cotas publicitárias, já que a entidade teria a oportunidade de vender o torneio em mais mercados, embora a participação de um terço das seleções se restrinja a dois jogos.

Críticas

A medida foi duramente criticada por sindicatos de jogadores europeus, que afirmam que os atletas serão “sacrificados” fisicamente para competir. Técnicos destacados no cenário mundial, como Pep Guardiola, do Manchester City, e Joachim Löw, da seleção alemã, também se mostraram contrários à ampliação. Todos apontam, além do cansaço, a queda da qualidade da competição.

(Fonte: Fifa / Agência Brasil)

 
VEJA TAMBÉM
 
 
 
 

AV. DESEMBARGADOR MOREIRA 2565
DIONÍSIO TORRES CEP: 60.170-002
FORTALEZA-CEARÁ | FONE: (85) 3198.8888
CNEWS@TVCIDADEFORTALEZA.COM.BR
SIGA O CNEWS
Facebook Google Plus Twitter Youtube Instagram
COMO ANUNCIAR
DESENVOLVIMENTO