ENTRETENIMENTO | ESPECIAIS

Arte urbana transforma Fortaleza

Frases desenhadas “quebram a monotonia” da capital
Postado em 09/10/2015 | 18:18

Foto: Reprodução/Instagram 

A rotina muitas vezes não nos permite apreciar, mas Fortaleza está repleta de mensagens e outros tipos de intervenções artísticas. “Alegria”, “Sinal fechou? Lembra do cheiro dela” e “Atravesso a cidade por você”, são algumas das frases feitas com auxílio de um spray, o mesmo utilizado por grafiteiros, e moldes feitos por artistas como Bruno Marques e Felipe Yarzon. 

A arte se tornou popular e assim como o grafite, já conquistou muitos fãs na Capital. Muitos costumam parar diante destas intervenções, fotografar e publicar nas redes sociais. Não existe uma média de quantas mensagens estejam espalhadas, afinal, segundo Bruno Marques, “não existe um ponto específico” para fazer a manifestação. É possível encontrar as mensagens em quase todos os bairros de Fortaleza.

Benfica, Messejana, Sapiranga, Conjunto José Walter e até Aldeota, são exemplos de pontos onde se pode encontrar este tipo de arte. De acordo com o artista, apesar de se utilizar o spray do grafite, existe uma diferença. A técnica é chamada de estêncil, mas é conhecida como “lambe-lambe”. O artista reproduz uma frase ou um desenho em algum tipo de forma (Bruno Marques costuma utilizar papelão e raio-x) e em seguida, o molde é aplicado em postes, lixeiras, caixas de registro de energia e muros.


"Seu Alves" é conhecido por suas frases pintadas nos muros do bairro Papicu, em Fortaleza. (Foto: Prefeitura de Fortaleza) 

Segundo Adelita Carleial, especialista em sociologia urbana da Universidade Estadual do Ceará (Uece), a natureza das intervenções urbanas são revolucionárias. “Porque é um tipo de arte que está afastada das grandes galerias e exposições. Está em um lugar que não é tradicional e quando se rompe com o tradicional, vira revolucionário”, explicou. 

Para Bruno Marques, os “lambe-lambe” e os grafites tem por finalidade atingir as pessoas que passam por aquele ponto. “Cada um vai perceber aquilo de uma forma diferente. Para algumas pessoas pode passar batido, outras podem ler a mensagem e relaxar para esquecer algum problema”, disse. As frases espalhadas pela cidade são sempre positivas. 

Para Adelita, as intervenções “animam a cidade”, pois com cores, formas e mensagens, quebram a monotonia das ruas. “É uma forma de se expressar e dizer que o artista também é dono da cidade”, disse. 


Foto: Reprodução/Instagram 

Bruno mora em Fortaleza e reproduz a técnica há quatro anos. Anteriormente, fez alguns grafites. O artista começou a fazer suas intervenções ao lado do publicitário Felipe Yarzon, conhecido por espalhar frases pela capital. Além dos dois, existem outros nomes bem conhecidos em Fortaleza. Entre eles, Serginho Gouveia e Honorato Alves Pereira, o sapateiro “Seu Alves”. 

Qualquer lugar pode virar uma “tela” para os artistas de rua. “Seu Alves” por exemplo, costuma usar os muros próximos ao terminal do Papicu. A socióloga Adelita Carleial afirma que as intervenções não seguem normas. “Geralmente eles [artistas] costumam procurar as grandes vias e outros espaços públicos. Quando pintam muros residenciais, muitos costumam pedir autorização antes”. 

Algumas pessoas ainda costumam associar as intervenções urbanas a pichação. Bruno reconhece que o preconceito ainda existe, mas a arte já é reconhecida. “Tem situação em que me pegam com o spray na mão, me chamam de pichador e mandam eu parar, mas quando o trabalho está pronto, eles olham e passam a admirar”. 

Entenda a diferença

Grafite: Com auxílio de um spray, o artista cria desenhos ou qualquer outro tipo de inscrição em um suporte que não foi criado para este fim. Normalmente encontrado em espaços públicos. 

Estêncil: Com auxílio de um molde feito pelo artista, desenhos e formas são preenchidos com tinta e impressos nas mais diversas superfícies. 

Pichação: Escrever desordenadamente sobre muros e outros suportes. Normalmente são rabiscos com protestos e assinaturas. Em alguns casos, é utilizado como forma de delimitar um território entre dois grupos. 

 
VEJA TAMBÉM
 
 
 
 
AV. DESEMBARGADOR MOREIRA 2565
DIONÍSIO TORRES CEP: 60.170-002
FORTALEZA-CEARÁ | FONE: (85) 3198.8888
CNEWS@TVCIDADEFORTALEZA.COM.BR
SIGA O CNEWS
Facebook Google Plus Twitter Youtube Instagram
COMO ANUNCIAR
DESENVOLVIMENTO