ENTRETENIMENTO | FOFOCAS

Três atores processam Paulo Betti por racismo

Segundo Milton Gonçalves, Betti enviou mensagem de cunho racista em um grupo de WhatsApp
Postado em 18/06/2019 | 08:04

O ator Milton Gonçalves está processando seu colega de profissão Paulo Betti por racismo. O crime teria acontecido após um comentário de Betti em um grupo de WhatsApp durante a disputa pela presidência do Sindicato dos Artistas e  Técnicos em Espetáculos de Diversões do Estado do Rio de Janeiro, o Sated. Eles concorrem em chapas distintas. 

Além de Gonçalves, os também atores Jorge Coutinho e Cosme Santos processam Betti por injúria racial por conta de um print, com data do dia 16 de abril deste ano, com uma mensagem no grupo de WhatsApp chamado Profissão Artistas. 

No print, Betti escreveu: "A atual diretoria do sindicato está lá há muito tempo e tem uma forte representação negra com Jorge Coutinho e o grande Milton Gonçalves, além do querido Cosme, isso complica bastante a luta, pois pode confundir as coisas. Daí a importância de conversarmos".

Segundo os autos, Milton e Jorge Coutinho querem que Paulo Betti explique - em juízo - suas declarações e responda três perguntas: "Que complicador seria esse levantado por Betti diante do fato de Milton e Jorge terem forte representação negra?; O que poderia confundir as coisas? Que coisas seriam essas?; e Que luta seria essa?"

"Embora não reste dúvidas quanto à hostilidade das palavras prolatadas por Betti, há real possibilidade de se aferir a prática do crime de injúria preconceituosa, dependendo do que declarar o interpelado", afirma a petição inicial.

A advogada de Paulo Betti, Jéssica Caliman, afirmou que "ele irá se manifestar nos autos da interpelação".

 
VEJA TAMBÉM
 
 
 
 

AV. DESEMBARGADOR MOREIRA 2565
DIONÍSIO TORRES CEP: 60.170-002
FORTALEZA-CEARÁ | FONE: (85) 3198.8888
CNEWS@TVCIDADEFORTALEZA.COM.BR
SIGA O CNEWS
COMO ANUNCIAR
DESENVOLVIMENTO