ENTRETENIMENTO | FOFOCAS

"Não houve ditadura no Brasil", diz Zezé Di Camargo

Cantor afirmou que país viveu um ‘militarismo vigiado’ entre 1964 e 1985
Postado em 12/09/2017 | 10:16

O cantor Zezé Di Camargo afirmou em entrevista à jornalista Leda Nagle no YouTube que não acredita que o Brasil tenha vivido uma ditadura militar entre os anos de 1964 e 1985.

Já desconfiado de que a declaração seria polêmica, o goiano de Pirenópolis comentou antes de soltar a declaração: "Eu vou falar um absurdo aqui para você, as pessoas vão me criticar, jornalistas vão falar de mim, achar que sou um maluco. O Brasil nunca chegou a ser uma ditadura daquelas que ou você está a favor ou você está morto. O que vivemos foi um militarismo vigiado", disse.

Durante a conversa, Zezé explicou seu pensamento: "Ditadura é a Venezuela, Cuba viveu com Fidel Castro e até hoje vive, o Ceausescu, lá na Hungria, aquele povo lá na Coreia do Norte, China, esses são realmente ditadores. O próprio Chile, do Pinochet. A Argentina também viveu isso. No Brasil, não chegou a ser tão sangrenta, tão violenta, como a gente vive até hoje, no mundo de hoje".

E concluiu: "Eu imagino que o Brasil hoje precisaria passar por uma depuração. O Brasil até podia pensar no militarismo para reorganizar a coisa e entregar de novo, limpamos essa corja e está aqui o Brasil democrático de novo, como queria. Acho que o Brasil precisava passar por uma depuração dessas”.

Durante a entrevista, o nome do cantor foi parar nos Trending Topics do Twitter.

 

 

.

 
VEJA TAMBÉM
 
 
 
 

AV. DESEMBARGADOR MOREIRA 2565
DIONÍSIO TORRES CEP: 60.170-002
FORTALEZA-CEARÁ | FONE: (85) 3198.8888
CNEWS@TVCIDADEFORTALEZA.COM.BR
SIGA O CNEWS
Facebook Google Plus Twitter Youtube Instagram
COMO ANUNCIAR
DESENVOLVIMENTO