11/01/2019 03:19
Inflação fecha 2018 abaixo da meta do BC

Segundo o IBGE, a inflação brasileira fechou 2018 em 3,75%, abaixo da meta estipulada pelo Conselho Monetário Nacional (CMN), que era de 4,5% ao ano. Este é o segundo ano consecutivo em que o indicador fica abaixo da média estipulada pelo Banco Central. Em 2017, o indicador terminou em 2,95%.

Em dezembro de 2018, o índice oficial de inflação, o IPCA, ficou em 0,15% contra a queda líquida de preços de 0,21% do mês de novembro. A inflação mais baixa no mês de dezembro ocorreu, principalmente, por conta do declínio dos preços de transporte, redução dos preços da gasolina e desaceleração no grupo de habitação, com redução da energia elétrica.

O preço médio da energia elétrica caiu 1,96% após 4,04% do mês de novembro. Os combustíveis registraram queda de 4,25%. Os alimentos, que registraram altas inflações em 2015 e 2016, voltaram a normalidade e fecharam o mês de dezembro com alta de 0,44%.

Atualmente, a Selic, que é a taxa básica de juros da economia, está em 6,5% ao ano. A taxa diminuiu nos últimos anos justamente porque a inflação voltou a ficar sob controle. Juros mais baixos estimulam o consumo de bens como automóveis, eletrodomésticos e imóveis.

Para este ano, especialistas do mercado financeiro esperam o aumento da inflação entre 4% e 5% ao ano, o que representa um aumento em relação ao ano passado. Isso pode ocasionar aumentos pontuais nos preços dos alimentos e do combustível, já que acompanham as oscilações de preços internacionais.

Comentários


AV. DESEMBARGADOR MOREIRA 2565
DIONÍSIO TORRES CEP: 60.170-002
FORTALEZA-CEARÁ | FONE: (85) 3198.8888
CNEWS@TVCIDADEFORTALEZA.COM.BR
SIGA O CNEWS
Facebook Google Plus Twitter Youtube Instagram
COMO ANUNCIAR
DESENVOLVIMENTO