07/01/2017 11:34
Imagens e mais detalhes de "Carros 3" são divulgados

Mais uma vez, a revista americana "Entertainment Weekly" saiu na frente das concorrentes e trouxe, na edição desta semana, imagens inéditas e mais detalhes de "Carros 3", que chega aos cinemas, no dia 16 de junho deste ano. Com direção de Brian Fee, que concedeu uma entrevista exclusiva à publicação, o filme é o terceiro e pode ser o último da franquia bilionária da Pixar.

Conforme dito por John Lasseter, chefe de animação da Pixar, "Carros 3" será um filme emocional. O pôster e o trailer divulgados ainda em novembro deixaram isso bastante claro. Um acidente fará a estrela, o famoso Relâmpago McQueen, repensar sua vida nas pistas. "McQueen não é mais o jovem que nós vimos em Carros (1). Ele está na metade da sua vida e, enquanto atleta, sabe que já passou do tempo. Nessa idade, a gente sabe que tem toda uma vida pela frente, mas sua carreira começa a mostrar os sinais do tempo. Então, ele se olha no espelho, lembra que já tem 40 anos e que não será capaz de fazer, para sempre, aquilo que mais ama", revela o diretor Brian Fee.

Para piorar o drama pessoal do protagonista, uma nova e mais veloz geração de corredores está ávida para deixar McQueen no passado. E é aqui onde surge o vilão Jackson Storm, interpretado por Armie Hammer.

"Jackson é o tipo de cara que sempre conseguiu tudo muito facilmente. Nele, tudo mostra o quão rápido ele é. Inclusive seu desenho que foi feito para deixar o McQueen ainda mais velho", diz Fee. Tecnologicamente, o carro está anos à frente do protagonista e é um reflexo fiel dos anos atuais e de como o mundo automobilístico mudou desde a estreia do primeiro filme da franquia ainda em 2006, quando McQueen era considerado moderno.

Do ponto de vista ideológico, "Jackson pensa que o mundo é dele e está pronto para dominá-lo. Ele pensa que a forma que treina hoje vai levar o esporte para um outro nível e que o futuro das corridas depende de carros como ele. Por isso, imagina que competidores antigos não têm mais espaço", revela o diretor.

Na mão oposta a do vilão, surge uma fonte de esperança na história: a nova treinadora de McQueen, Cruz Ramirez, interpretada por Cristela Alonzo.

Apesar de ter a mesma idade de Jackson, Ramirez será um suporte para McQueen. Sempre foi sua fã e é uma otimista inveterada. Agora, como sua nova treinadora, ela vai fazer o que for possível para ajudá-lo. "A Cruz chega à vida do McQueen com brilho no olhar e, diferente de muitos que vão debochar dele, ela vai estar sempre lá, ao lado dele", contou Fee. O diretor ainda revelou à revista que "Carros 3" é o mais humano dos filmes da franquia e vai mostrar a reconciliação de McQueen com sua idade e sua carreira em um mundo que está mudando. E por falar em mudanças, o próprio Relâmpago também vai aparecer diferente no filme.

A forma que a história foi montada parece ser um indicativo de que esse será o último da franquia ou, pelo menos, o último com a presença de McQueen. Entretanto, segundo o diretor, esse pode ser apenas um novo começo para o carro. "Eu não tenho ideia aonde vai a franquia após esse filme, mas sobre o McQueen, enquanto personagem, eu posso dizer que, ao final do filme, qualquer um vai perceber que esse é, na verdade, apenas um novo começo para ele", concluiu.

Comentários


AV. DESEMBARGADOR MOREIRA 2565
DIONÍSIO TORRES CEP: 60.170-002
FORTALEZA-CEARÁ | FONE: (85) 3198.8888
CNEWS@TVCIDADEFORTALEZA.COM.BR
SIGA O CNEWS
Facebook Google Plus Twitter Youtube Instagram
COMO ANUNCIAR
DESENVOLVIMENTO